Diabetes: o que não dizer para quem tem

A editoria Saúde e Bem-estar é um oferecimento de:

Cora Residencial Senior

Em dez anos, o número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% – passou de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016. E quem tem mais idade é mais afetado. Entre os 55 e 64 anos, o índice sobe para 19,6%. Após os 65, salta para 27,2% – e representa a taxa mais alta entre todas as faixas etárias –, segundo dados de pesquisa do Ministério da Saúde, que entrevistou 53 mil brasileiros, divulgada no ano passado.  

Segundo a endocrinologista Vanessa Aoki Costa, a doença tende a aparecer conforme o estilo de vida. Pessoas mais sedentárias e obesas são mais vulneráveis, assim como as mais velhas, devido à debilitação do organismo e ao possível aumento da resistência à insulina. 

Por

Redação