“As pessoas deveriam criar o hábito de prestar atenção no aspecto e na cor da urina ”, diz o nefrologista Marcos Alexandre Vieira, presidente da Fundação Pró-Rim. Muito mais do que eliminar água e toxinas do organismo, ela “pode revelar muito sobre a saúde, especialmente dos rins”.

Se, como afirma o especialista, “um simples olhar pode prevenir doenças, como uma insuficiência renal”, que tal deixar o nojinho de lado e adotar o hábito de observar com frequência o seu xixi? E lembre-se: o médico deve ser procurado sempre que a coloração alterada persistir por várias micções.


O Saúde Vem oferece a você exames e consultas com preços mais baratos do que os planos de saúde tradicionais. Clique aqui e veja as vantagens. 


Ou seja, se a cor da urina “não tiver uma explicação óbvia” e “vier acompanhada de febre, dor abdominal ou vômitos, é importante buscar ajuda imediatamente”, afirma Janaína Gondim, diretora-médica da Clínica CNA (Centro de Nefrologia Avançada) e chefe da nefrologia do Hospital Vera Cruz.

Cor da urina: o que os 7 tons podem sinalizar

Amarelo-claro

“A coloração normal esperada para a urina é algo próximo a um tom de amarelo-palha”, afirma a nefrologista. A tonalidade é resultante da água e das toxinas que são descartadas, diariamente, do nosso organismo.

Transparente

Talvez o consumo de água esteja mais elevado do que o seu organismo realmente necessita. E os rins retiram o excedente da circulação sanguínea. “A quantidade de água ideal a ser ingerida por um indivíduo adulto e sadio seria próximo a 40 ml por kg de peso. Por exemplo: uma pessoa de 60 kg tem indicação de ingerir 2.400 ml a cada 24 horas”, exemplifica Janaína.

Amarelo-escuro

Aqui, a situação pode ser exatamente oposta à anterior: carência de líquidos. “Embora considerada normal, urina amarelo-escura pode ser um sinal de que é preciso ingerir mais água”, pontua Marcos. “Assim, haverá concentração química elevada de muitos elementos em relação à quantidade de água presente na amostra urinária”, explica Janaína. “Essa situação é mais comum ao acordar, pela manhã. O odor urinário, às vezes, pode ser indício de infecção do trato urinário.” Para evitar complicações, a dica é caprichar na hidratação.

Laranja

Cor da urina laranja, em geral, tem três explicações: consumo de polivitamínicos, dieta rica em betacaroteno – cenoura e abóbora, por exemplo – e consumo de medicamentos, caso do "Pyridium". “Se persistir, podem ser problemas de fígado ou na vesícula. É importante consultar um médico e realizar exame para descartá-los”, sinaliza Marcos.

Vermelho

Se você exagerou – e muito – no consumo de beterraba, tem aí a explicação. “Mas não é qualquer porção que vai tornar a urina vermelha. Assim, é importante que a pessoa procure um médico e que algumas suspeitas sejam levantadas, como a possibilidade de existência de cálculo renal, algumas nefrites (doenças inflamatórias do rim), tumores e cistos renais, que podem romper espontaneamente”, adverte Janaína, lembrando também que algumas medicações contam com pigmentos que podem deixá-la nesse tom. “Se for persistente, pode indicar problemas no fígado ou na próstata”, complementa Marcos.

Marrom

“Urina em tom marrom pode significar uma baixa ingestão de líquidos ou desidratação, com urina mais concentrada e tom mais forte, acastanhada. Pode, também, sinalizar algumas doenças do fígado, em que existe excesso de bilirrubina circulante no sangue”, diz a diretora-médica da Clínica CNA. Pacientes com insuficiência renal aguda também têm urina com tom marrom, especialmente aqueles que têm baixo volume urinário, acrescenta.

Cor da urina. Foto: VGstockstudio/shutterstock

Verde ou azul

A culpa da cor levemente esverdeada da urina pode ser do inocente aspargo ou do corante usado em algumas cervejas especiais, como nas comemorativas ao Saint Patrick's Day (17 de março). Ou, ainda, do corante azul de metileno, utilizado nas coberturas de alguns bolos, em exames radiológicos e na fabricação de algumas medicações, como o “propofol” (usada em anestesia), a “amitriptilina” (tratamento de depressão e de dores crônicas) e também a “indometacina” (anti-inflamatório). Ao ser excretado na urina, ganha tons esverdeados ou azulados.


Encontre chás poderosos que eliminam gorduras, regulam o colesterol e aliviam a dor de cabeça no site do Mundo Verde. Clique aqui e confira


Descartadas essas hipóteses, a “urina com coloração esverdeada ou verde-azulada é, muitas vezes, causada por infecção urinária causada por uma bactéria chamada Pseudomonas aeruginosa”, diz Janaína. “A cor da urina verde ou azul pode ser explicada, também, pela presença de altos níveis de cálcio no sangue ou uma infecção”, adiciona Marcos.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: