Cistanche tubulosa: erva promete ser a cura para todos os problemas

A editoria Saúde e Bem-estar é um oferecimento de:

Cora Residencial Senior

Você já ouviu falar em Cistanche tubulosa? Uma das ervas mais antigas de que se tem conhecimento, foi descrita pela primeira vez no Shennong Ben Cao Jing, livro chinês sobre agricultura e plantas medicinais escrito pelo mítico soberano Shennong, que teria vivido na China por volta de 2800 a.C.

Conhecida como “Ginseng do Deserto”, é uma planta rara encontrada na região de Hotan, um oásis no deserto de Taklamakan, na região autônoma no noroeste da China, que se estende até o sudeste da Rússia e o sul da Mongólia. A região é famosa pelo alto percentual de pessoas idosas que vivem mais de 100 anos, a mais alta em toda a China. O fato é atribuído ao consumo de Cistanche tubulosa diariamente, hábito que se acredita ser a chave da longevidade dos povos na região.


Clique aqui e conheça o programa de desconto em medicamentos do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon. É grátis!


A planta é um antioxidante bastante eficaz no combate ao envelhecimento, aumentando os níveis de ácido hialurônico no corpo, substância que mantém a pele macia e suave e as articulações lubrificadas. E não para por aí:

  • Atua positivamente no cérebro e em todo o Sistema Nervoso Central, facilitando o processo de aprendizagem e aumentando a quantidade de neurotransmissores cerebrais;
  • Aumenta a produção de linfócitos, células que atacam bactérias e vírus, fortalecendo assim os sistemas imunológico e endocrinológico;
  • Com efeito vasodilatador, é também um possante rejuvenescedor sexual, pois aumenta significativamente a produção de testosterona e de DHT, a forma ativa da testosterona. Combate a polução noturna, a ejaculação precoce, a amenorreia, a infertilidade e outras doenças;
  • Estudos mostraram que a substância também melhora significativamente a velocidade da propulsão intestinal, diminuindo o tempo de trânsito no intestino e regulando a absorção de água do intestino. Como resultado, deixa o bolo fecal mais úmido e estimula a evacuação das fezes, promovendo assim um processo digestivo mais saudável;
  • No sangue, a substância atua diminuindo os níveis de lipídios (gordura), prevenindo a arteriosclerose, a trombose, a resistência vascular periférica, a expansão dos vasos periféricos, reduzindo a pressão arterial e eliminando a gordura no fígado;
  • A medicina chinesa também aponta a Cintanche tubulosa como um energético natural que aumenta o desempenho muscular ao elevar os estoques de glicogênio, reduz a degradação proteica do músculo no pós-exercício e aumenta as mitocôndrias, levando a uma maior produção e recuperação de energia;
  • Também melhora a síntese de DNA e RNA, que tanto promove o envelhecimento saudável e aumenta a força, aliviando a fadiga;
  • Em ensaios clínicos, o uso de Cistanche tubulosa teve resultados positivos também na eliminação de radicais livres.

A substância pode ser encontrada em algumas poucas farmácias especializadas em São Paulo e em sites com entregas em todo o Brasil. A dosagem indicada costuma ser a de 1 colher de chá duas vezes por dia. Mas antes de consumir qualquer medicamento, consulte o seu médico.

Leia também

Consumo de folhas verdes adia o envelhecimento cerebral em 11 anos

10 benefícios da pimenta na sua alimentação

Por

Redação