Presente entre as melhores cidades para se viver no Brasil em qualquer idade, mas principalmente nas etapas mais avançadas da vida, Jundiaí completa, nesta sexta-feira (14), 362 anos de muitas conquistas, lições e exemplos para inspirar a todos.

A cidade paulista, também conhecida como Terra da Uva, possui bons índices que comprovam os níveis de qualidade de vida oferecidos a seus habitantes. Além do IDH elevado (0,822), que a faz ocupar a 11ª posição entre os municípios brasileiros, os jundiaenses também conquistaram a 7ª posição entre as melhores cidades para se envelhecer segundo o Índice de Desenvolvimento Urbano para a Longevidade (IDL), elaborado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV).


A sua cidade é um bom lugar para envelhecer? Conheça a realidade dos idosos em 498 municípios brasileiros com o IDL.


Esse índice avalia o bem-estar oferecido pelos municípios aos cidadãos com mais de 60 anos. Foram utilizados 63 indicadores divididos em 7 variáveis de aspectos importantes para essa população, como saúde, finanças, bem-estar, habitação, educação e trabalho, cultura e engajamento e indicadores gerais.

Que morar ao lado de tanto verde e riquezas naturais da Serra do Japi deve garantir uma vida muito mais saudável, isso podemos imaginar. Mas os bons resultados no IDL também podem ser atribuídos a uma economia desenvolvida e diversificada que existe na cidade, estimulada principalmente pela produção agrária e pelas indústrias tecnológicas. Segundo o IDL, a cidade obteve excelente pontuação nos indicadores Renda da População de Idosos, Desenvolvimento Municipal em Emprego e Renda e baixa Taxa de Desocupação. Os serviços de saúde também têm destaque: a cidade é a segunda colocada em número de psicólogos e possui bons números de estabelecimentos de saúde com atendimento ambulatorial.

Jundiaí

Apesar disso, o município precisa melhorar alguns pontos como o número de leitos pelo SUS disponíveis e de clínicas e residências geriátricas.

Com tantas inspirações que Jundiaí oferece a todos os municípios brasileiros sobre cuidados com a população, especialmente com as pessoas 60+, o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon parabeniza a cidade por seu aniversário e pelo excelente trabalho que tem feito para seus cidadãos e para a sociedade como um todo.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: