“Nem tudo é o que parece”. O famoso ditado popular se encaixa em diversas situações, inclusive para alimentos. Mesmo aqueles denominados lights ou diets nem sempre são, de fato, tão saudáveis quanto dizem por aí. Então, se você costuma escolher produtos se guiando apenas pelo rótulo, corre um risco muito grande de se decepcionar. Por isso, resolvemos preparar uma lista de alimentos que você deve evitar para viver mais. Confira abaixo.

Alimentos que você deve evitar para viver mais 

Sucos de caixinha 

Os sucos de caixinha podem ser mais práticos do que os naturais, mas seu consumo pode custar caro à saúde. Para deixar a bebida mais atrativa, os produtores adicionam grandes quantidades de açúcar, conservantes e aromatizantes. Além de tudo, os sucos industrializados perdem vitaminas e minerais durante o seu processo de fabricação. Por isso, consumi-los não te ajudará a viver mais.


O Saúde 10 oferece a você exames e consultas com valores mais populares do que os planos de saúde tradicionais. Clique aqui e confira.


Refrigerante light 

Realmente, os refrigerantes light ou zero podem ser bem atraentes para muitos consumidores. No entanto, esse tipo de bebida contém ingredientes prejudiciais à saúde, como o aspartame, adoçante e sódio, que substituem o açúcar e ainda atrapalham o emagrecimento.

Barrinha de cereal

A barrinha de cereal virou sinônimo de lanche para quem faz dieta. No entanto, ao contrário do que muitas pessoas pensam, elas não são tão saudáveis. Algumas delas são feitas com gorduras saturadas, açúcar e óleos hidrogenados. Por isso, se você quer viver mais, experimente substituir as barrinhas por frutas frescas.

Chocolate diet

No processo de fabricação dos chocolates diet, no lugar de açúcar e de carboidratos, são adicionados gorduras para dar mais sabor ao produto. Em geral, eles são mais calóricos e podem causar ganho de peso. É importante lembrar ainda que esse alimento é bastante consumido por quem sofre de diabetes e sente falta de comer um chocolatinho de vez em quando. Nesse caso, deve-se olhar o rótulo com atenção para saber as quantidades de açúcar e de gordura que o chocolate possui.

Margarina 

A margarina é uma combinação de óleos vegetais e outros componentes químicos ricos em gorduras trans. Por isso, ela tende a aumentar os níveis de colesterol no sangue e o risco de doenças cardíacas.

Pipoca de micro-ondas

Apesar de ser uma opção mais prática, a pipoca de micro-ondas possui uma grande quantidade de gordura trans e de sódio, o que pode causar o desenvolvimento de cálculo renal e de outras doenças relacionadas ao colesterol alto.

viver mais

Massa sem glúten 

Diferente do que muitas pessoas pensam, os alimentos sem glúten também não são tão saudáveis como parecem. De fato, pessoas com doença celíaca, isto é, que não conseguem digerir perfeitamente o glúten, precisam evitar alimentos com esse componente. Porém, consumir alimentos sem glúten sem ter esse problema pode ser um grande erro. As massas sem glúten, por exemplo, normalmente trazem em sua composição mais carboidratos refinados, açúcares e gorduras para deixar o sabor do produto melhor. Esses ingredientes, portanto, elevam o índice glicêmico, fazendo muito mal para quem tem diabetes, por exemplo. 

Isotônicos

As bebidas isotônicas podem realmente ajudar na hidratação corporal. Porém, elas também reúnem grandes quantidades de açúcar. O consumo em excesso e sem indicação médica pode causar problemas renais devido ao aumento dos níveis de sódio e potássio no organismo. Essas bebidas têm como objetivo repor os sais minerais perdidos em exercícios físicos intensos. Por isso, quem não tem o hábito de fazer atividade física diariamente não tem necessidade de fazer uso dos isotônicos.

viver mais

Peito de peru

O peito de peru não é, definitivamente, uma boa opção para ser consumido com frequência, já que esse alimento possui uma quantidade considerável de sódio em sua composição. O consumo elevado de sódio pode causar hipertensão arterial, aumentando o risco de desenvolver AVC (acidente vascular cerebral). Além de tudo, o excesso de sal gera retenção hídrica, inchaço e perda de definição muscular. Por isso, pessoas que desejam emagrecer devem evitar consumir peito de peru nas refeições.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: