Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu (SP) fizeram uma importante descoberta sobre hábitos alimentares: não tomar café da manhã e jantar próximo da hora de dormir aumentam o risco de morte.

O estudo analisou, durante o período de um ano, pessoas com idade média de 60 anos já infartadas que têm o hábito de não tomar café da manhã ou de jantar tarde da noite. De acordo com o médico e orientador da pesquisa, Marcos Minicucci, essas pessoas apresentaram um risco maior de sofrerem um novo infarto ou angina após 30 dias de alta hospitalar, com chance 4 a 5 vezes menor de resistir ao problema e vir a óbito. Dos 113 pacientes pesquisados, 73% eram do sexo masculino.


O Saúde Vem oferece a você exames e consultas a preços mais populares do que os planos de saúde tradicionais. Clique aqui e tenha o melhor custo-benefício. 


Para melhor efeito da pesquisa, o hábito de não tomar café da manhã foi definido como não consumir qualquer alimento antes do almoço, excluindo bebidas, como café e água, apenas. Para os pesquisadores, o paciente que toma somente uma xícara de leite cumpre com a primeira refeição do dia.

Com relação a jantar tarde, entende-se como uma refeição dentro de duas horas antes de ir dormir pelo menos três vezes por semana.

Segundo Minicucci, o objetivo da pesquisa, que trouxe resultados inéditos para a medicina mundial, foi provar que bons hábitos alimentares são essenciais para ter um organismo mais resistente. O material foi publicado na última semana na revista da Sociedade Europeia de Cardiologia.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: