A sigla CDI é muito comum no mercado de investimentos, a tal ponto que pessoas a confundem com uma aplicação financeira específica.

Mas, na verdade, estamos falando sobre um benchmark e um indexador. Ou seja, um índice que tanto serve como referência quanto como correção de determinados ativos.

Neste texto, vamos trazer todas as informações sobre o CDI para você dominar o assunto: conceito, como funciona e dúvidas frequentes.

Acompanhe!

...

Em menos de 2 minutos, tenha uma estimativa da sua expectativa de vida e do dinheiro necessário para a sua longevidade financeira diante de uma vida mais longa:  https://finan.to/simulador.

...

O que é CDI?

CDI é a sigla para Certificados de Depósitos Interbancários.

Ele representa a média das taxas de juros praticadas entre os bancos, em operações diárias de empréstimos.

Na prática, sua principal função é servir como benchmark e indexador para a comparação e a correção dos rendimentos de diferentes investimentos.

Por exemplo, se um título remunera os investidores com 100% do CDI, isso significa que o comprador receberá como remuneração o valor integral da taxa.

Então, ele poderá comparar os juros pagos com outras aplicações atreladas ao índice.

De forma bem simplificada, um título que rende 110% do CDI seria mais atrativo ao investidor, nesse caso.

Como funciona o CDI

Por questões de segurança do Sistema Financeiro Nacional (SFN), todos os bancos que atuam no Brasil devem ter uma certa quantia em caixa diariamente.

Ou seja, eles precisam fechar o dia com o saldo no positivo, seguindo as regras do órgão.

No entanto, o gigantesco volume de operações diárias realizadas pode resultar em caixa no vermelho.

Se isso acontece, os bancos precisam fazer empréstimos uns aos outros, a fim de se manterem dentro das normas do sistema.

Evidentemente, o crédito fornecido entre uma instituição e outra não sai de graça. Então, os bancos cobram juros entre si nessas operações.

Há diferentes alíquotas praticadas entre as instituições bancárias. E a média de todas as taxas dos depósitos interbancários, registrados em certificados, é chamada de CDI.

Os empréstimos são lastreados com títulos públicos. Isto é, o banco que pega o dinheiro emprestado deve apresentar papéis do Tesouro Direto como garantia de que pagará pelo crédito solicitado.

Dessa forma, o CDI é uma alíquota que sempre acompanha de perto a taxa Selic - que é a base dos juros da economia e um importante indexador dos títulos públicos.

Dúvidas importantes sobre CDI

Quer conhecer mais detalhes sobre esse importante benchmark de investimentos?

A seguir, listamos outras perguntas e respostas sobre o índice.

Diferença entre CDB e CDI?

É comum fazer confusão com a sopa de letrinhas do mercado financeiro. Mas, vamos lá:

  • CDB é a sigla para Certificados de Depósitos Bancários. Eles são títulos privados de dívidas, emitidos por instituições financeiras, e podem ser comprados e vendidos como investimento.
  • CDI, como vimos, é o certificado que oficializa os créditos realizados entre bancos. Mas, na nossa vida prática, ele é o valor pago como juros em aplicações.

Então, você pode investir em CDBs com rendimento de 120% do CDI, por exemplo.

Nesse caso, considere o CDI como uma taxa, um indexador utilizado na correção do CDB, que é um investimento.

Quanto rende o CDI?

No geral, o CDI está sempre um pouco abaixo do valor da taxa Selic.

Por exemplo, no caso de uma Selic a 2% ao ano, a taxa CDI fica em torno de 1,9% no período.

Ou seja, são percentuais muito próximos.

Qual rende mais: CDI ou poupança?

A poupança remunera de acordo com a Selic.

Se a taxa está abaixo de 8% ao ano, a correção da caderneta segue esta regra: 70% da Selic + Taxa Referencial (TR).

Considere ainda que a TR geralmente é zerada.

Na prática, então, o rendimento da poupança será de 70% da Selic. É um percentual sempre abaixo do CDI, que costuma pagar em torno de 95% da taxa.

Na hora de investir, prefira aplicações que pagam o maior percentual possível do CDI. Há títulos privados que remuneram em 130% da taxa ou mais.

...

Abra a sua conta em minutos na MAG Investimentos para ter acesso aos TOP Fundos de Investimento do mercado.

Fundos campeões de rentabilidade para todos os perfis de investidores. Acesse:  https://finan.to/maginvestimentos.

 Esse conteúdo foi adaptado para a série Longevidade Financeira de A a Z, publicada especialmente no portal do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: