Uma pesquisa feita no mês passado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) apontou que 77% dos brasileiros pretendem ir às compras no fim do ano, injetando quase R$ 60 bilhões na economia. Mas, num ano marcado por uma forte crise econômica, a palavra de ordem é economizar nos presentes de Natal. Confira, a seguir, 9 dicas para esta despesa não estourar seu orçamento.

Veja como economizar nos presentes de Natal

1 – Defina quanto pode gastar

Estabelecer um teto máximo de gastos é o primeiro passo para economizar nos presentes de Natal. Para esse cálculo, ensina o especialista em finanças Ricardo Maila, o ideal é ter uma previsão de despesas mensais fixas e variáveis, além das anuais previstas para o primeiro bimestre do ano, como IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores), IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e rematrícula. “Feito isso, caso haja sobras, é possível planejar a reserva para as compras de final de ano.”

2 – Faça uma lista

“Ao sair para as compras, o ideal é já ir com uma lista pronta de pessoas e o valor do presente de cada. Isso ajudará a economizar nos presentes de Natal sem esquecer de ninguém”, diz Maila.

“Seja 100% fiel ao seu teto. Pense que, se você gastar a mais, alguma conta será impactada no próximo mês – e ninguém quer começar o ano no vermelho”, pontua Claudio Rodrigues, consultor em gestão financeira. Para isso, ele aconselha: “Depois de fazer a primeira lista, reveja e tire 10% – repita isso pelo menos mais duas vezes”; e “não aumente a relação se você comprou presentes para todos e ainda sobrou dinheiro: guarde e invista. Com isso, você terá um presente-surpresa no futuro”.


Notícias, matérias e entrevistas sobre tudo o que você precisa saber. Clique aqui e participe do grupo de Whatsapp do Instituto de Longevidade!


Se acontecer de algum presente ser mais caro do que esperava, dê um jeito de conseguir o valor que excedeu em desconto nos demais, sugere. “Diga para você mesmo: seu limite é inegociável. Seu bolso e as contas de janeiro agradecem.”

3 – Cuidado com o amigo secreto

Amigo secreto nem sempre é uma boa alternativa para economizar nos presentes de Natal. “É uma grande pegadinha”, opina Rodrigues. “Se você é uma pessoa popular, vai ser convidada para dez grupos e isso não é nada legal para seu bolso.”

Por isso, diz, “defina também de quantos vai participar e o valor teto de cada um – de preferência, o mínimo possível. Fora que, quando a entrega ocorre em algum bar, significa amigos + bebidas + clima de festa = gastos muito elevados”.

Na verdade, o consultor sugere não participar de nenhum e se autopresentear: “E não se preocupe, ninguém vai deixar de ser seu amigo só porque não entrou no grupo; e sua família também vai continuar sendo sua família”.

4 - Antecipe as compras

Antecipar as compras é sempre uma ótima opção. “Além de mostrar planejamento, você foge do caos das lojas, pois a cultura do brasileiro é sempre deixar para última hora. Por que não comprar o presente de Natal já na Black Friday, em novembro?”, sugere o consultor. 

5 - Priorize compras pela internet

No geral, compras pela internet têm menores preços. “Eletrônicos, móveis e eletrodomésticos são os que mais chamam atenção, com variações desde 10% até 35% em alguns casos”, afirma Rodrigues. Um ponto de atenção, no entanto, é se antecipar. “Nessa época, o impacto na logística também é enorme e você corre o risco de não receber o presente no prazo.”

Maila sugere usar sites de comparação de preços, como o Bondfaro ou o Buscapé: “São ferramentas excelentes para saber se está pagando realmente barato e para evitar cair em falsas promoções”.

economizar nos presentes de Natal

Crédito: Halfpoint / Shutterstock

6 – Vá sozinho às lojas

Ir às lojas com o companheiro, os filhos ou os netos é um prato cheio para gastos acima do planejado. “Quanto menos companhia, melhor, pois evita compras desnecessárias e gastos imprevistos”, reforça Maila, citando o sorvete ou o chope ao final. “Direcione as visitas somente aos estabelecimentos que você já planejou; se possível, compre o máximo num mesmo, pois assim conseguirá pechinchar e pagar mais barato.”

7 – Negocie preços

Com um bom planejamento, o especialista em finanças diz que é possível se organizar durante o ano para guardar dinheiro e pagar à vista. “Na maioria dos estabelecimentos, você conseguirá entre 5% e 15% de desconto”, diz Maila.

A dica de Rodrigues é “negociar o máximo que puder na condição que o vendedor oferecer e usar a compra à vista como última cartada”. Se for igual ao parcelado, ele sugere “aplicar a diferença em algum investimento de liquidez mensal: por menor que seja o rendimento, seu dinheiro vai aumentando enquanto paga as parcelas”.

8 - Compre após as festas

Depois do Ano Novo, muitas lojas entram em liquidação. “Se a pessoa à qual você quer presentear não ficar triste de receber depois, irá economizar uma grande quantia”, avalia o consultor.

9 - Faça Você Mesmo

Usar habilidades como mosaico, pathwork ou tricô/crochê é uma boa forma de economizar nos presentes de Natal. “Fora que o presente feito por você mesmo passa uma mensagem de um carinho e sentimento diferente pela pessoa”, finaliza Rodrigues.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: