Você acha justo que avôs e avós receberam dinheiro para tomar conta de seus netos? Essa pergunta vem sendo debatida na web depois que uma postagem de uma avó viralizou em uma rede social. Ela questiona se é correto que a filha deixe o neto com ela para ir trabalhar sem receber nada em troca. “Eu amo meu neto, mas não sou babá”, disse a senhora.

O post foi feito no dia 29 de novembro na rede Reddit, na qual as pessoas deixam perguntas e pedem a opinião de outros. A mensagem causou muita polêmica. Já são mais de 400 comentários contra e a favor da ideia de que a senhora receba um salário por cuidar do neto.

A avó conta que a filha de 29 anos tem um filho de 1 ano e, após a licença maternidade, deve retornar ao trabalho em breve. O serviço da filha tem carga horária de sete a oito horas diárias, cinco dias por semana. Segundo a avó, a jovem pediu que ela cuide do filho duas ou três vezes por semana.  

Para fazer o serviço, a avó sugeriu receber o valor de 12 dólares por hora. A filha entendeu a necessidade de pagamento, mas sugeriu reduzir o valor para 10 dólares/hora, pois recebe, ela própria, 22 dólares/hora.

"Tenho minha própria vida, trabalho para mim mesma e acho que ela deveria entender que eu estaria abrindo mão do meu tempo quando trabalho de casa. Se eu vou abrir mão do meu tempo, então eu preciso do dinheiro para repor o tempo que vou perder de trabalho", argumentou a avó no post. "Enquanto eu trabalho de casa, não posso simplesmente trabalhar e vigiar o filho dela ao mesmo tempo”,  completou.

Avó cuida de neta | Ollyy / Shutterstock

Cuidar dos netos é opção de trabalho na aposentadoria de avó e avô?

Vamos levar em consideração o dólar a um câmbio de R$ 5. Se a avó recebesse os 12 dólares por hora para cuidar do bebê, ela poderia ganhar mensalmente até R$ 1.440,00. Segundo levantamento feito pelo portal UOL no início de 2020, o valor de tabela de creches particulares em regiões populares de São Paulo varia entre R$ 499 (meio período) e R$ 1.490 (período integral). Os preços são por mês, para que a criança frequente a creche cinco vezes por semana.

Portanto, sem levar em consideração as diferenças de custo de vida e salários no Brasil, a avó receberia mais do que o valor médio dos custos das creches. Ela também receberia mais do que o salário mínimo (R$ 1.045,00), mesmo trabalhando apenas três dias por semana. Neste cenário, a possibilidade de cuidar dos netos e receber por isso se mostra como uma opção viável de trabalho e fonte de renda, em especial para idosos aposentados.

Essa é a realidade mostrada em reportagem do site G1 de avós que recebem dinheiro e até mesmo são contratadas no regime CLT como babá dos próprios netos. A avó Érica Rodrigues foi contratada para cuidar da neta, mas revela que faz por amor e só aceitou o dinheiro por necessidade financeira.

Já a filha explica que chegou a buscar outras possibilidades como creches e escolas, mas ter a bebê sendo cuidada pela avó foi uma opção melhor para manter o laço familiar.  A reportagem também mostra Sônia Maria Ferreira, que foi contratada pela filha para cuidar do neto Miguel e, além de salário de R$ 750, também tem convênio médico.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: