Aprender como ganhar mais dinheiro não é uma missão apenas para aqueles que chegam ao final do mês com mais contas do que recursos para garantir o pagamento.

Mesmo quem vive longe do vermelho pode evoluir em sua educação financeira.

E a razão para isso está no futuro: o que você planejar e começar a executar hoje mesmo terá reflexos daqui a alguns anos.

Não por acaso, ganhar mais é uma etapa tão importante para uma aposentadoria tranquila quanto gastar menos, poupar certo e investir bem.

Essas ações dão sustentação ao projeto de longevidade financeira. São como quatro pernas de um banquinho que só atende ao seu propósito quando há um esforço equilibrado em todas as bases.

Neste artigo, vamos tratar do ponto de partida e elencar alternativas para você aumentar seus rendimentos.

Boa leitura!

Como ganhar mais dinheiro?

Para a maioria das pessoas, ter mais dinheiro é um passo importante para o alcance de metas.

Seja quitar dívidas, comprar um carro ou garantir a casa própria, por exemplo, sonhos dependem de uma conta bancária mais recheada.

Se você se pergunta como ganhar mais dinheiro do que recebe atualmente, a resposta pode ser mais simples do que parece.

Existem inúmeras maneiras de ter uma renda extra no final do mês, como revenda de produtos, venda de itens usados, prestação de serviços, investimentos e tantas outras, sobre as quais vamos falar na sequência.

Todas elas - e cada uma a sua maneira - podem, sim, render um dinheirinho a mais.


Notícias, matérias e entrevistas sobre tudo o que você precisa saber. Clique aqui e participe do grupo de Whatsapp do Instituto de Longevidade!


No entanto, nenhuma será suficiente para aumentar seus ganhos se, em contrapartida, seus gastos continuarem a crescer.

Por isso, mudanças de hábitos e comportamentos são fundamentais para que você consiga, de fato, ganhar mais dinheiro.

Se você acha que não tem tempo para desenvolver uma nova atividade, um caminho de sucesso trilhado por grandes personalidades – e também por pessoas comuns - pode te dar uma pista.

Richard Branson, fundador do grupo Virgin, é adepto do “Clube 5 AM”. Indivíduos como ele, Tim Cook (Apple) e Robert Iger (Disney) acordam às 5 horas da manhã para serem mais produtivos e, assim, ganharem mais dinheiro.

Veja o que diz o empresário da Virgin:

“Nós não acordamos às 5 da manhã porque temos muito trabalho para fazer, ou porque queremos falar para pessoas quão trabalhadores nós somos. Isso é sobre fazer tudo dando o seu máximo para o seu negócio ser bem-sucedido; e se isso significa que você tem que acordar num horário incomum para a maioria, então, é provável que você comece a gostar do nascer do sol”.

Eu sou um praticante do 5 AM e os resultados que tenho experimentado são muito bons. O princípio é muito simples, mas reconheço que manter a prática não é fácil. Mas quando você consegue incorporar o hábito, as coisas melhoram muito. Ou seja: se eu consigo, você pode conseguir também!

Por que ganhar mais dinheiro?

Para ganhar mais dinheiro, a renda extra é um ponto de partida, mas é preciso lidar com ele de maneira saudável, abandonando maus hábitos.

Uma das formas mais eficazes para aumentar seus ganhos é entender o motivo de ganhar mais.

Ter mais dinheiro é bom? Sim. Mas, por quê?

Se você não consegue responder com firmeza a essa pergunta, precisa parar um pouquinho e refletir melhor sobre a questão.

Ao longo dessa jornada em busca de longevidade financeira, você precisa montar um planejamento. Todo plano precisa de um ponto de partida e um de chegada, certo?

Para quem não sabe para onde está indo, todo lugar é caminho - já diz a frase que caiu no entendimento popular.

Mas como você está em busca de um destino de prosperidade, precisa saber exatamente onde ele fica.

É uma aposentadoria mais confortável? Uma vida financeira sem sustos? Uma poupança para a compra daquela casa de praia? É você quem definirá qual o objetivo de ter uma conta bancária recheada.

Assim, o primeiro passo para ganhar mais dinheiro é saber o motivo de tê-lo. Pense cuidadosamente sobre esse ponto para dar sequência em sua longevidade financeira.

O que é longevidade financeira?

Mas, afinal, o que é essa tal longevidade financeira que já apareceu diversas vezes ao longo deste artigo?

Quando vemos o termo longevidade, logo pensamos em algo extenso, duradouro e que permaneça por longo tempo.

Todo esse percurso, no entanto, não se faz de maneira errática ou descontrolada. Para que a linha de chegada seja alcançada, todo o caminho deve ser feito de maneira acertada.

Tratando-se de vida financeira, a longevidade também nos traz a ideia de que não basta ser bom só em um determinado momento. Toda a caminhada deve ser positiva e sustentável.

Logo, alcançar a longevidade financeira não é a mesma coisa que alcançar independência financeira. Longevidade financeira se constrói desde cedo muito antes de se chegar a uma completa independência financeira.

Contudo, para ter longevidade financeira a longo prazo, em algum momento da vida você precisa se tornar independente financeiramente, pois não é prudente contar com a renda do trabalho em idades muito avançadas.

Então, podemos dizer que a longevidade financeira diz respeito a encontrar um patamar de vida satisfatório e mantê-lo por todas as fases da vida.

É, assim, uma forma de ter um relacionamento saudável com o dinheiro por muito mais tempo.

Parece bom, não é verdade?

Mas se você precisa mesmo de novas fontes de renda para alcançar essa longevidade financeira, veja a seguir como pode começar a ganhar um dinheiro extra.

7 ideias de renda extra para ganhar mais dinheiro

Em 2018, quase 65% da população brasileira precisou recorrer a algum tipo de trabalho informal, no primeiro semestre, para fechar as contas no azul, segundo pesquisa publicada no Estadão.

Já o IBGE afirma que, entre 2017 e 2019, houve aumento de praticamente 1 milhão de pessoas no montante daqueles que têm mais de uma ocupação.

Assim, se você faz parte do grupo de indivíduos que precisam complementar a renda, veja a seguir opções para aumentar sua conta bancária.

Há possibilidades de ganhar mais com atividades pontuais, de retorno no curto prazo, até outras com potencial para se tornarem a sua ocupação principal.

Inclusive, seu próximo trabalho pode começar com um hobby, por que não?

1. Revenda produtos

Essa é uma prática muito comum no Brasil.

Quando as contas apertam ou só se quer fazer uma renda extra, muitos brasileiros passam a revender produtos.

O que é natural, pois o investimento costuma ser baixo e os ganhos são proporcionais ao esforço de venda. Ou seja, quanto mais você trabalhar para vender, maior a sua comissão pode ficar.

Não tem dinheiro sobrando para comprar os itens? Algumas empresas oferecem a possibilidade de levar os produtos em consignação. Isso significa que é possível pagar apenas depois de vender - e só por aquilo que vender.

Na consignação, após um período previamente combinado, você retorna à empresa as peças que não foram vendidas.

Com isso, não há investimento em estoque e, assim, seu risco é menor. Em contrapartida, o retorno também não é muito alto.

Outras empresas, no entanto, solicitam que você compre os itens para revendê-los. Nesse caso, há um investimento em estoque e o risco é maior, assim como o potencial de ganhos.

Não existe certo ou errado, melhor ou pior.

Veja qual das duas modalidades melhor se encaixa para você e aposte no trabalho.

Em revenda, é comum serem vendidos itens de uso pessoal, como cosméticos, maquiagens, roupas, acessórios e calçados.

São produtos de saída fácil e que você pode oferecer a familiares, amigos e colegas de trabalho.

Uma boa ideia é apostar na divulgação via redes sociais e WhatsApp.

2. Venda itens usados

Em tempos de economia solidária, é cada vez mais comum as pessoas venderem seus itens usados.

Para quem compra, também é vantajoso - mais barato do que um produto novo, por exemplo.

Você pode desapegar e se desfazer de roupas, calçados, móveis, eletrodomésticos e outras peças que não usa mais.

Além de desocupar armários e ganhar mais espaço em sua casa, ainda consegue fazer dinheiro com itens que estão parados, sem uso.

Dê uma olhada no guarda-roupas, em sapateiras, armários, despensas e aquele cômodo onde ficam todas as coisas guardadas.

Muito provavelmente, existem peças em bom estado de conservação que não se encaixam mais em sua rotina, mas que podem ser úteis para outras pessoas.

Só tenha atenção ao preço de venda.

Mesmo que muito bem conservadas, elas perdem valor por serem usadas. Assim, até em estado de seminovo, os valores devem ser inferiores aos de uma loja, por exemplo.

Ainda que considere como uma venda barata, pense que esse item estaria “parado”, sem render dinheiro algum a você. Portanto, a venda é, sim, um ganho.

3. Faça e venda

Se você sempre recebe elogios ao cozinhar ou se os seus trabalhos artesanais são admirados, pode estar aí uma oportunidade de aprender como ganhar mais dinheiro.

O preparo e a venda de alimentos como doces, bolos, salgados e lanches rápidos pode render uma grana extra interessante para seu orçamento.

Também trabalhos manuais, como crochê, tricô, bordados e confecção de roupas ou itens de cama, mesa e banho podem ter boas vendas.

Além deles, objetos de decoração, presentes e utilidades diversas podem significar mais renda.

Se você tem habilidades manuais para cozinha, costura, artesanatos e outros, pode aproveitar esses dons para rechear a conta bancária.

Por que não?

Mas fique ligado: lembre-se sempre de vender os produtos por valores que cubram seus custos com materiais e, também, sua mão de obra e lucro esperado. Só assim será possível ganhar mais dinheiro com a venda.

Além de vender para familiares e amigos, explore sua rede de contatos oferecendo os produtos a conhecidos, vizinhos e, até mesmo, montando roteiros de vendas.

Defina um local onde há pessoas que poderiam comprar seus lanches ou artesanatos. Em seguida, elabore uma estratégia de venda, como melhor abordagem, horários e dias, por exemplo.

Depois disso, com bastante confiança e boa vontade, vá até os possíveis clientes e ofereça a eles o melhor do seu trabalho.

Dessa forma, suas habilidades manuais, associadas ao esforço de vendas, poderão significar mais dinheiro para você.

4. Preste serviços remunerados

A frase que diz que tempo é dinheiro nunca esteve tão atual.

Com rotinas cada vez mais atarefadas, as pessoas estão sempre ocupadas.

Portanto, qualquer serviço que venha a proporcionar mais alguns minutinhos livres é sempre muito bem-vindo.

Assim, a popularização de ocupações como motoristas, entregadores, faxineiros, assistentes virtuais, manicures e outros é cada vez maior.

Existem, para isso, vários portais que reúnem pessoas que oferecem seus trabalhos e aqueles que estão interessados em contratar.

Confira uma lista com as principais empresas onde você pode fazer uma graninha, prestando serviços:

Uber: serviços de motorista

99: serviços de motorista

Lady Driver: serviços de motorista exclusivo para mulheres

iFood: entregador de alimentos

Rappi: delivery de tudo

Parafuzo: serviços de faxina e limpeza

Workana: assistente virtual, redator, tradutor e outros

Singu: serviços de beleza em casa

Existem diversas outras plataformas e sites que conectam quem quer o serviço com quem precisa de uma grana extra.

Pesquise e analise cuidadosamente cada uma das propostas e veja aquela que melhor agrada a você.

5. Crie produtos digitais

É provável que você tenha ouvido falar em infoprodutos, ou produtos digitais. Talvez até já tenha consumido algum.

São materiais de existência apenas virtual, como aqueles que ofertam conteúdo pela internet.

Esse é o caso de cursos online, e-books, webinários, audiobooks, podcasts e e-magazines.

Seja em texto, áudio ou vídeo, você pode transmitir sua autoridade em determinado assunto e, dessa forma, conquistar uma fonte de renda passiva.

Depois de criar seu produto digital, é possível distribuir e vender em plataformas especializadas, como Hotmart, Eduzz, Monetizze e Udemy.

6. Revenda produtos digitais

Gosta do mercado de infoprodutos, mas não se sente pronto para criar algo novo? Uma excelente sacada para ganhar mais dinheiro é aderir a um programa de afiliados.

Funciona assim: você se cadastra em uma plataforma de produtos digitais, escolhe aqueles que deseja vender, recebe um link exclusivo para isso e passa a trabalhar na divulgação.

Você pode fazer isso em redes sociais, em um blog próprio, via WhatsApp ou por qualquer canal que chegue ao público interessado.

Sempre que uma venda é concretizada, você recebe uma comissão por isso.

Ainda que o percentual não seja alto, vale lembrar que o alcance da internet é imensurável. Uma única publicação sua pode atingir milhares e até milhões de pessoas.

A dica, então, é ser criativo e persuasivo para conquistar vendas que gerem uma renda considerável.

E onde tem programa de afiliados? Além das plataformas que já citamos para a venda de infoprodutos, você pode ser parceiro da Amazon, Uol, Hostinger, Sendinblue, Lomadee, JivoChat, entre outras.

7. Desenvolva sites, blogs e apps

Marcas e empresas devem estar na internet, pois um mundo de oportunidades se abre a partir do tráfego online.

Para isso, elas precisam de sites e blogs tanto para o seu desenvolvimento, quanto para manutenção.

Ou seja, essa é uma oportunidade de ganhar mais dinheiro de forma recorrente.

Se você tem habilidade na área de programação web, precisa conhecer plataformas como Toptal e Upwork.

São uma espécie de marketplaces de mão de obra, que reúnem alguns dos melhores profissionais - não por acaso, é onde as empresas buscam talentos parceiros.

Também vale apostar no desenvolvimento de aplicativos, um mercado que deve movimentar R$ 63 trilhões até 2021.

Nesse caso, as tradicionais lojas do Google (Play Store) e Apple (App Store) são o destino para seus apps.

As próximas etapas: como gastar, poupar e investir

Você já está ciente de que precisa ganhar mais dinheiro. Agora, também sabe o real motivo que o leva a querer incrementar a renda.

Descobriu, ainda, a importância de se buscar a longevidade financeira, mantendo um ótimo patamar em suas contas.

Para isso, viu sete maneiras de garantir uma renda extra que podem se transformar em fontes de longo prazo, sustentáveis.

Mas será que essa grana extra é realmente suficiente para manter sua vida financeira estável?

Como o próprio termo diz, é uma renda extra, algo a mais, que surge em acréscimo aos seus rendimentos médios mensais.

Assim, se o seu salário e todas as fontes de receita não estão cobrindo os seus gastos, há algo de errado nesta conta.

Das duas, uma: ou você ganha pouco ou gasta muito.

Se ganha pouco, a receita extra pode ser um alívio, é verdade. Então, se ela tende a ser temporária, pense em estratégias para torná-la definitiva, até mesmo mudando sua ocupação principal.

Além disso, gastar mais do que se deveria é a grande causa de orçamentos apertados e dívidas nas famílias.

É também um erro que atrasa a realização de sonhos.

Assim, depois de aprender como ganhar mais dinheiro, outras três etapas são fundamentais para alcançar a longevidade financeira:

  • Saber gastar;
  • Saber poupar;
  • Saber investir.

Não adianta fazer diversos “bicos”, ou ter uma fonte estável de renda extra, se suas contas são altas demais. Nem a renda extra será suficiente, se você não souber quanto gasta, com o quê e como seu dinheiro é usado.

Saber o motivo de ganhar mais também não será suficiente se você não tiver a meta de poupar disciplinadamente. Assim, para realizar metas e sonhos, é preciso entender como fazer uma adequada poupança.

Por fim, você pode fazer seu dinheiro trabalhar por você, sem precisar se desdobrar em diversos trabalhos extras. Desse modo, investir certo é outra forma mais acertada de alcançar a longevidade financeira.

Conclusão

Este artigo abordou a importância de aprender como ganhar mais dinheiro e trouxe dicas para isso.

Como vimos, o reforço no orçamento é uma das quatro etapas fundamentais para a sua longevidade financeira.

Comece a pensar no futuro agora mesmo.

Também deixe seu comentário e compartilhe este conteúdo para ajudar seus amigos a conseguirem o mesmo.


Compartilhe com seus amigos