Você está preparado para prestar os primeiros socorros após um acidente doméstico com idosos? Sabe quais providências devem ser tomadas, o que fazer e também o que não fazer?

Se você cuida de alguém com mais de 60 anos, se seus pais são idosos ou se você tem convívio com uma pessoa mais velha, essa matéria é para você!

Os acidentes domésticos podem acontecer com qualquer pessoa, mas, no caso dos idosos, os riscos agregados podem ser maiores. Estando preparado(a) para prestar os primeiros socorros aos idosos, você terá condições de manter a calma, o que ajuda a não agravar a situação.


Você sabia que 37% dos feridos em hospitais são vítimas de acidentes domésticos? Não dê bobeira! A MAG Seguros tem o seguro perfeito para proteger os seus pais em casos acidentes. Clique aqui e indique a eles.


Portanto, saber como se comportar nesse tipo de situação é essencial para todos que convivem com idosos e se preocupam com o bem-estar deles.


Kit primeiros socorros é essencial para atendimento em acidentes domésticos com idosos

Kit de primeiros socorros para um acidente doméstico com idosos

Primeiramente, você precisará ter um kit de primeiros socorros! Alguns produtos simples são importantes para reduzir danos após um acidente doméstico com idoso. Confira a seguir materiais para compor o seu kit de primeiros socorros:

Material de curativo:

  • Algodão
  • Faixas
  • Adesivos
  • Gazes esterilizadas com tamanhos variados
  • Curativos prontos, tipo band-aid

Materiais para limpeza e desinfetantes:

  • Água oxigenada
  • Álcool 70% NPM
  • Soro fisiológico

Medicamentos

  • Analgésicos
  • Antialérgicos
  • Antiespasmódicos

Outros materiais

  • Tesoura
  • Lanterna
  • Termômetro
  • Pinça
  • Hastes flexíveis

É importante que o kit esteja armazenado em lugar seguro, porém de fácil acesso. Para prolongar a vida útil dos utensílios, não os deixe expostos ao sol. Também não é recomendável deixar o seu kit no banheiro, pois a umidade pode alterar a composição dos produtos.

Além disso, verifique periodicamente a validade dos utensílios. Assim, você não corre o risco de ter uma surpresa desagradável justo quando precisar usar algo do seu kit. Depois de usar, lembre-se de retornar o kit ao local original.

O que fazer após em caso de cortes pequenos em idosos?

  • Antes de tratar do ferimento, higienize as mãos com água e sabão. Assim, você evita infecções no corte;
  • Em seguida, lave o ferimento com água e sabão;
  • Comprima o local do corte com um pano limpo ou compressa de gaze até que o sangue estanque;
  • Se em até dez minutos o sangramento continuar, busque atendimento médico.


Acidente doméstico com idosos: o que fazer em caso de quedas

O que fazer após quedas de idosos?

  • Se suspeitar de fratura ou torção, não tente voltar o membro lesionado para o lugar normal;
  • No caso da fratura, se possível, imobilize a região afetada na mesma posição em que foi encontrada. É importante evitar movimento dos fragmentos ósseos;
  • Já no caso de torção, aplique gelo no local, sempre protegido por um pano para não lesionar a pele do idoso;
  • Observe também sintomas como inchaço, perda dos movimentos, confusão mental, vômito, desmaio ou falta de ar. Em caso positivo, acione um médico imediatamente. Se não, mantenha o idoso em observação ao menos pelas próximas 12 horas;
  • Cuidado redobrado com a cabeça: observe se há cortes e não deixe que o idoso movimente o pescoço. Chame socorro e aguarde o atendimento médico;
  • Se houver corte com sangramento, pressione o ferimento com pano limpo ou uma gaze esterilizada.

O que fazer após intoxicações em idosos?

As intoxicações podem acontecer pela ingestão, inalação ou contato com determinadas substâncias. Dentre elas, alimentos contaminados, produtos de limpeza, plantas tóxicas, medicamentos ou venenos.

  • Alguns sintomas de intoxicação são bem evidentes, como vômito, convulsões e salivação abundante;
  • Outros sintomas podem ser confundidos com outras enfermidades e dificultar o diagnóstico. É o caso de irritação nos olhos, nariz e garganta, sonolência e tontura;
  • Quando um idoso sofre alguma intoxicação, é essencial buscar atendimento especializado. Como o organismo das pessoas acima de 60 anos é mais sensível, os danos podem ser mais graves do que em pessoas mais jovens. Então, não hesite em procurar um médico;
  • Se você sabe qual foi o agente causador da intoxicação, é recomendável levar a embalagem ou ao menos ter os dados em mãos. Com isso, o médico ou a médica fará o atendimento correto de acordo com a composição química.

Você também pode ligar para o Disque-Intoxicação. Trata-se de um serviço da Anvisa que ajuda profissionais da saúde e a população a tirarem suas dúvidas e prestarem os primeiros socorros em caso de intoxicação. Segundo a Anvisa, o centro de atendimento está preparado para atender ligações 24 horas por dia, nos sete dias da semana. O contato do Disque-Intoxicação é 0800-722-6601.

Outra opção é entrar em contato com o fabricante do produto que provocou a intoxicação. Por lei, os fabricantes são obrigados a manter uma central de atendimento. O telefone deve estar no rótulo da embalagem do produto.

O que fazer caso um idoso desmaie?

O desmaio, também chamado de lipotimia, ocorre quando há perda momentânea da consciência. Apesar disso, o desmaio não paralisa a respiração ou a atividade cardíaca. Em caso de desmaio de pessoas idosos, mesmo que ele ou ela se recupere em seguida, é necessário buscar auxílio médico para investigar o que motivou a situação.

  • Desabotoe ou solte as roupas no nível acima da cintura do idoso;
  • Deixe o idoso deitado, com o peito para cima;
  • Mantenha as pernas da pessoa levantadas em direção ao céu. Se necessário, utilize uma cadeira para apoiar as pernas do idoso nessa posição;
  • Tente manter contato com o idoso, garantindo que ele recupere a consciência;
  • Acione o serviço médio de urgência.

O que fazer em caso de sangramento intenso (hemorragia) em idosos?

O rompimento do vaso sanguíneo pode provocar um extravasamento de sangue chamado hemorragia. Em casos graves, a hemorragia pode levar a morte em pouco tempo. Por isso, é fundamental saber como controlar a hemorragia.

No caso dos idosos, a situação deve ser observada com ainda mais cuidado. O motivo é que muitos remédios usados pelos idosos podem aumentar o risco de sangramento, como o caso do ácido acetilsalicílico.

Em caso de sangramento intenso em um idoso, você deve:

  • Comprimir diretamente o local com um pano limpo ou compressa de gaze;
  • Acionar imediatamente o atendimento médico;
  • Manter a compressa enquanto aguarda a chegada do socorro;
  • Mantenha o idoso aquecido, calmo e acordado;
  • Não oferecer água ou alimentos.

Acidente doméstico em idosos: choque elétrico é risco para idosos, saiba o que fazer

O que fazer em caso de choque elétrico em idosos?

  • Em nenhuma circunstância toque na vítima antes de interromper a corrente elétrica;
  • Se isso não for possível, acione o Corpo de Bombeiros Militar ou a central elétrica;
  • Se necessário interromper o contato da vítima com a fonte de eletricidade, use um cabo de vassoura;
  • Não toque no idoso imediatamente após o choque, aguarde alguns segundos;
  • Previna que o idoso caia;
  • Se necessário, faça reanimação cardiorrespiratória;
  • Observe também se houve queimadura ou outros sintomas, como confusão mental.

O que fazer em caso de engasgamento de idosos?

Primeiramente, fique atento aos sinais. A vítima de engasgamento pode não conseguir emitir nenhum som, então se o idoso estiver com as mãos no pescoço, pergunte se está engasgado.

  • Se a vítima não conseguir tossir nem respirar, você deverá primeiramente acionar socorro médico de urgência;
  • Em seguida, se posicionar atrás do idoso e abraçá-lo. Feche um dos punhos e posicione entre o umbigo e a boca do estômago. Coloque a outra mão acima do punho fechado e coloque pressão no sentido de cima para baixo e para trás, em um movimento de vai e vem. 

O que fazer após queimaduras em idosos?

  • Não aplicar gelo, gordura ou qualquer substância sobre a queimadura;
  • Não encoste na lesão. Também evite respirar próximo, soprar ou tossir sobre a queimadura;
  • Se tiver bolhas, não estoure. Aplique gaze grossa e compressa esterilizada;
  • Se a roupa ficar colada à pele, não puxe;
  • Se o idoso estiver em chamas, deite-o no chão, role-o para um lado e para o outro e abafe com um cobertor ou toalha molhada;
  • Coloque o ferimento sob água fria corrente.
Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: