Com o tempo, é normal que o nosso corpo dê sinais de envelhecimento. A pele enruga, o cabelo fica branco e a energia já não é mais a mesma. Da mesma forma, os dentes também passam por um processo natural de desgaste. Contudo, o que muitas pessoas não sabem é que esse processo pode ser acelerado pelos nossos hábitos de vida. A boa notícia é que, com alguns cuidados especiais, é possível prevenir o problema e manter uma boa saúde bucal.

O que provoca o desgaste precoce dos dentes? 

De acordo com a cirurgiã dentista Maria Luiza Moreira Arantes Frigerio, alimentos e bebidas ácidos, como refrigerantes, energéticos, álcool e sucos cítricos, deixam o esmalte dos dentes amolecido, facilitando sua degeneração. Em contrapartida, ficar um longo período em jejum também aumenta a acidez da boca, favorecendo a formação de fissuras.

Para Maria Luiza, o ideal é manter uma dieta equilibrada, capaz de oferecer benefícios à saúde de todo o corpo.  “Uma alimentação rica em frutas e verduras é o caminho inicial para uma boa saúde bucal”, garante a especialista.

Além disso, pacientes que sofrem com ansiedade e estresse correm mais risco de apresentar um envelhecimento precoce dos dentes. “O estresse e a ansiedade podem provocar o hábito de ranger os dentes tanto de dia como de noite”, afirma. Nesse caso, a tensão muscular aumenta, causando uma sobrecarga e apertamento entre os dentes.


Quer viver mais e melhor? Faça parte do nosso grupo no WhatsApp e confira os melhores produtos que selecionamos para você. Clique aqui.


Outro problema comum entre pessoas acima dos 50 anos é o fluxo reduzido de saliva na boca. Segundo Maria Luiza, somente o envelhecimento não é capaz de provocar boca seca (xerostomia). Outros fatores, como medicamentos para hipertensão, diabetes, incontinência urinária e doença de Parkinson, podem diminuir a quantidade de saliva.

“Com a falta de saliva, os tecidos moles da boca podem ficar inflamados com mais facilidade”, explica a dentista. “Além do mais, sem os efeitos da limpeza que a saliva proporciona, a cárie dentária e outros problemas de saúde bucal se tornam mais frequentes”.

Como garantir uma boa saúde bucal 

Maria Luiza alerta também que o esmalte do dente não se regenera, ou seja, não existem fórmulas eficientes para tratar a estrutura desgastada. Por isso, a melhor estratégia é apostar na prevenção.

Para deixar sua saúde bucal em bom estado, o Instituto de Longevidade, com a ajuda da cirurgiã dentista Maria Luiza, listou alguns cuidados que devem fazer parte da sua rotina diária:

  • Evite consumir bebidas e alimentos ácidos em excesso;
  • Visite o dentista, no mínimo, duas vezes por ano;
  • Faça uma boa escovação dos dentes e da língua, com o uso de cremes dentais e flúor;
  • Após a ingestão de alimentos ácidos, encerre as refeições com alimentos ricos em cálcio;
  • Não escove os dentes logo após a ingestão de alimentos ácidos. Enxague a boca com água após a refeição e espere trinta minutos para escovar os dentes;
  • Use fio dental diariamente;
  • Evite fumar e ingerir bebidas alcoólicas.
Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: