Os grandes inimigos para uma velhice saudável são o câncer, a demência e as doenças cardiovasculares.

No artigo "Dieta para viver mais e melhor", vimos que a dieta mediterrânea, rica em frutas, legumes, peixes e grãos integrais, com doses extras de azeite de oliva, previne o surgimento do câncer e de doenças cardiovasculares.

Esse mesmo estudo científico avaliou também a memória dos participantes, 447 homens e mulheres em Barcelona, na Espanha, com idades entre 55 e 80 anos. Os resultados mostraram que a dieta é uma ótima estratégia para preservar a mente e prevenir o declínio cognitivo relacionado à idade.

Cognitivamente saudáveis no início, eles foram divididos em três grupos. Um deles era o de controle, aconselhado a fazer uma dieta com pouca gordura. Os dois outros adotaram a dieta mediterrânea, sendo um com doses extras de nozes e o outro com reforço de azeite de oliva extravirgem.

Após quatro anos, a reavaliação dos participantes do grupo em dieta com baixa gordura revelou uma diminuição global da memória, da atenção e da função executiva (resolução de problemas e tomada de decisão).

Já os voluntários dos grupos com a dieta mediterrânea mostraram melhora na cognição em relação ao grupo de controle. O que mais impressionou é que o que ingeriu doses extras de azeite de oliva estava um pouco melhor do que quatro anos antes.

Esses achados reforçaram estudos anteriores em que a dieta mediterrânea gerou menos danos em pequenos vasos sanguíneos no cérebro, responsáveis pelo declínio cognitivo ao longo do tempo.

Em outro estudo feito na Itália, uma maior ingestão de ácidos graxos monoinsaturados, abundantes no azeite de oliva, foi relacionada à melhora da função cognitiva, oito anos mais tarde.

Esse efeito benéfico da dieta mediterrânea sobre a cognição provavelmente deriva da abundância de antioxidantes e agentes antiinflamatórios, que combatem os chamados processos oxidativos no cérebro e conduzem à neurodegeneração.

O azeite de oliva pode, portanto, ser um grande aliado para você manter a memória afiada!

DIOGO LARA, 44 anos, psiquiatra, Ph.D e pesquisador em comportamento da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), é idealizador do site de autoterapia Código da Mente, autor de mais de 130 artigos científicos e de "Temperamento Forte e Bipolaridade" (ed. Saraiva).

Compartilhe com seus amigos