Cada vez mais, pessoas em todo o mundo buscam melhorar seus hábitos alimentares, cortando itens na lista de compras e acrescentando alimentos light, diet e zero em seus cardápios. E não fazem isso apenas por um modismo: é preciso cuidar da alimentação, alertam os médicos!

A pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada em abril de 2017 pelo Ministério da Saúde, identificou que o excesso de peso no Brasil cresceu 26,3% nos últimos dez anos, passando de 42,6% em 2006 para 53,8% em 2016. Os dados mostram que o problema do excesso de peso, que se caracteriza pelo Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou maior que 25 quilos por metro quadrado (kg/m²), é mais comum entre os homens: passou de 47,5% para 57,7% no período. Já entre as mulheres, o índice passou 38,5% para 50,5%.


As prateleiras de supermercados estão abarrotadas de novidades voltadas para esse público mais consciente. No entanto, mesmo com toda a informação a que temos acesso nos dias atuais, uma pergunta merece ser feita: você realmente sabe qual é a diferença entre alimentos light, diet e zero?

Características dos alimentos light, diet e zero

Alimentos Diet

Segundo informações disponibilizadas no portal do Ministério da Saúde, produtos diet são aqueles com ausência total de algum ingrediente como, por exemplo, sódio, açúcar, gordura, glúten, colesterol ou tantos outros. São bastante usados por pessoas que sofrem de diabetes e de problemas cardiovasculares.

Mas não significa que os produtos diet têm menos calorias que os demais. Não basta que a inscrição “diet” venha impressa na embalagem. É preciso especificar, no rótulo, qual substância foi retirada ou substituída na fórmula. Por isso, o mais indicado é que o consumidor confira a tabela nutricional dos produtos antes de consumi-los.

alimentos light

Alimentos Light

Produtos light, do inglês “leve”, são aqueles com baixo teor de algum componente. Não possuem ausência total, como os produtos diet, mas uma redução de pelo menos 25% da quantidade do nutriente ou caloria. No caso de alimento sólido, no que se refere às calorias, o valor total da redução deve ser no mínimo de 40 calorias para cada  100 g de alimento. E para alimentos líquidos, esse valor diminui para 20 calorias.

São mais indicados para pessoas que querem perder peso. Mas atenção: existem certos adoçantes Light que podem colocar em risco a saúde de pessoas diabéticas, pois contém açúcares em sua composição.

Alimentos Zero

Já os alimentos classificados como zero são aqueles com calorias reduzidas e ausência de algum nutriente.

Seja diet, light ou zero, esses produtos nem sempre são sinônimos de alimentos saudáveis, pois a ausência de algum ingrediente poderá causar mudanças na textura, na cor e no sabor, sendo necessário aumentar a quantidade de outro ingrediente para compensar, como gorduras e sódio. Por isso, fique atento à lista de ingredientes e à tabela nutricional.

Compartilhe com seus amigos