Dormir é essencial para o corpo se restabelecer diariamente. No entanto, há diversos impasses que atrapalham o repouso e impedem o sono de ser reparador, como ir ao banheiro à noite. Esses incômodos despertares se devem, principalmente, à ingestão de líquido e às mudanças fisiológicas e hormonais decorrentes da idade.

Segundo Renato Calil, pneumologista especialista em medicina do sono do Centro de Doenças do Pulmão, no Rio de Janeiro (RJ), quando uma pessoa acorda no meio da noite, diminui o tempo de permanência nas fases mais tardias e relaxantes do sono, chamadas de REM.  Com isso, não descansa direito e eleva os riscos de doenças, como depressão e problemas cardíacos.

Para que a bexiga não seja um despertador fora do horário, não há segredo. É preciso atentar-se aos hábitos noturnos e, no caso de um aborrecimento persistente, procurar um médico. "O ideal é beber apenas um copo de água antes de dormir e não ingerir bebidas alcoólicas, chás e sucos diuréticos à noite", sugere o pneumologista.

Chás diuréticos

Maçã

Hibisco

Erva-doce

Sucos diuréticos

Melancia

Abacaxi

Leia mais: Conheça os benefícios e os perigos dos chás

O costume de beber muita água durante o dia prejudicou o sono do contador Francis Mendes, 65 anos, durante vários anos. Cansado de acordar, em média, quatro vezes por noite para ir ao banheiro, o aposentado foi ao médico e descobriu que o motivo do incômodo era a ingestão excessiva de líquido antes de dormir.

"Pensei que beber bastante água fosse bom a qualquer horária do dia, mas descobri que precisamos dar um tempo para o corpo descansar", conclui ele, que afirma dormir bem melhor após reduzir a quantidade de água à noite.

Pessoas acima de 60 anos também vão mais ao banheiro porque sofrem com a redução de hormônios e têm o músculo da bexiga com menor resistência para aguentar um volume maior de urina. “A partir dos 50 anos, é comum urinar duas vezes por noite, levando em consideração um sono de oito horas", considera Luiz Antônio Machado Torres, urologista do Hospital Caxias D'Or.

Em qualquer um dos casos, deixar de ir ao banheiro à noite não é a melhor solução, indica o médico. "O acúmulo do resíduo pode gerar infecção urinária. No caso de diversas noites mal dormidas, o ideal é ir ao médico para avaliar a existência de alguma doença urológica ou do sono", alerta Torres.

Algumas doenças também podem aumentar a necessidade de fazer xixi à noite (saiba mais abaixo). Por isso, a visita a um especialista é sempre a melhor recomendação.

Possíveis causas das idas frequentes ao banheiro

Incontinência urinária: ocorre quando a pessoa tem necessidade urgente de urinar e a pessoa, muitas vezes, não consegue segurar.

Infecção urinária: decorre de bactérias na urina e aumenta a necessidade de idas ao banheiro. Pode acompanhar ou não pedras na bexiga.

Problemas na próstata: o órgão masculino tende a aumentar com a idade e pressionar uretra. Com isso, o homem sente vontade de ir ao banheiro à noite ou de dia mais vezes.

Mudanças hormonais: Diversos hormônios têm queda de produção no decorrer da idade. O antidiurético, por exemplo, aumenta a produção de urina.

Diabetes: Por conta da alta taxa de açúcar no sangue, diabéticos vão ao banheiro com mais frequência.

Compartilhe com seus amigos