Aquele multiprocessador supercompleto comprado quando você queria provar todo o seu potencial na cozinha, mas que há mais de cinco anos não é usado; roupas em bom estado que não servem mais; livros que já foram lidos e hoje só ocupam espaço de outros que poderiam chegar para novas leituras; e toda a sorte de objetos usados em sua casa podem ter um destino mais útil: serem vendidos a quem precise deles.

Mas como encontrar essas pessoas? Uma forma prática são os sites de vendas de objetos usados. Por meio deles, você faz um anúncio, publica fotos e descrições do produto, estabelece um preço e aguarda os interessados, tudo sem sair de casa.

Há as plataformas que vendem de tudo, como a OLX e o Mercado Livre, e outras especializadas, como o Enjoei, de roupas e acessórios, e a Estante Virtual, exclusiva para livros.

Para conseguir chamar a atenção dos possíveis compradores, é preciso ter fotos de boa qualidade, fazer uma descrição fiel do produto e colocar preços justos. Cumprir prazos de entrega também são diferenciais para obter boas notas nos sites e conquistar a confiança dos clientes.

Não se arrisque: envie o produto apenas depois de finalizados os procedimentos de pagamento e, se for entregar o artigo pessoalmente, procure marcar o encontro em local público e seguro.

Listamos dez plataformas que fazem essa intermediação. Antes de decidir onde vai vender seu material, faça uma pesquisa na internet sobre a reputação da empresa, observe as condições exigidas para se tornar um vendedor e confirme se o público-alvo alcançado por ela é o mesmo que compraria seus artigos.

O Procon-SP tem uma lista com sites que foram alvos de reclamações por irregularidades na prática de comércio eletrônico e não responderam ao órgão. Para consultá-la, clique aqui.

ONDE GANHAR DINHEIRO COM O DESAPEGO DE OBJETOS USADOS

  1. Desapego

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Desapego

Roupas, calçados e acessórios usados podem ser anunciados no site. Antes que ele entre para a vitrine, no entanto, é feita uma análise para comprovar a qualidade. O Desapega faz a intermediação do pagamento, e a entrega é de responsabilidade de quem anuncia. É cobrada uma taxa de 17% sobre a mercadoria vendida.

2. DescolaAí

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: DescolaAí

Site que permite tanto a venda quanto a troca de objetos usados, incluindo CDs, livros, ferramentas e eletrônicos. Anúncios não são cobrados, mas há uma taxa de 10% sobre vendas.

3. Ebay

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Ebay

Após um cadastro, é possível vender todo tipo de objetos usados, incluindo obras de arte. Os 20 primeiros anúncios são gratuitos, e a taxa cobrada sobre o total da venda é de 10%.

4. Enjoei

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Enjoei

O site aceita anúncios de roupas, calçados e acessórios usados. É cobrada uma taxa de 20% sobre o valor da venda e de R$ 2,15 por anúncio sempre que a venda for efetivada. Se o produto não for vendido, não é cobrado nada. A entrega é de responsabilidade do vendedor, e as transações financeiras são feitas via Moip (sistema de pagamentos on-line).

5. Estante Virtual

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Estante

Site que reúne livros de sebos de todo o país. Para anunciar obras usadas para venda, é preciso fazer um cadastro e escolher um plano de assinatura. O valor mensal é de R$ 49,90 para quem tem até 2.000 livros, por exemplo. Há cobrança de taxa por pedido registrado.

6. Mercado Livre

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: MercadoLivre

Permite vender produtos variados, desde que seu consumo seja legal, e não cobra taxa por anúncios para artigos usados. Tem uma plataforma própria de pagamentos, a MercadoPago, e acompanha as transações feitas por esta ferramenta. Sempre que uma negociação for finalizada, há cobrança de uma tarifa variável de acordo com o plano escolhido.

7. OLX

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: OLX

Site de classificados que reúne anúncios gratuitos de produtos usados e seminovos de várias categorias, com alcance em todo o país. Não faz intermediações de transações financeiras e informa quantas pessoas estão acessando a oferta.

8. Que barato!

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Que barato

Site de classificados com produtos das mais variadas categorias, além da possibilidade de comercializar serviços (como aulas de culinária), com anúncios gratuitos. Não cobra comissão.

9. Remobile

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Remobile

Móveis e itens de decoração usados podem ser anunciados no site, após análise da situação geral. É cobrada uma taxa de 20% sobre o valor de venda, e os custos de retirada e entrega do produto são repassados ao comprador.

10. Tradr

sites para vender objetos usados e dicas para evitar riscos Foto: Tradr

Aplicativo para iPhone e Android em que é possível anunciar fotos dos produtos e curtir quando se tem interesse em algo. Permite que o vendedor entre em contato com os interessados e combinem a negociação. O diferencial é que ele busca atingir pessoas que morem próximo a você ou sejam de seu círculo de amigos.

Compartilhe com seus amigos