Cuidados com a higiene pessoal são indispensáveis para a manutenção da saúde de qualquer indivíduo, principalmente em situações de crise, como a provocada pelo novo coronavírus. No entanto, cuidados com a higienização de utensílios do dia a dia também são indispensáveis para o bem-estar. Especialistas dizem, por exemplo, que saber como limpar o celular pode ajudar a prevenir a transmissão e a infecção do Covid-19.

Item quase obrigatório, o aparelho celular circula em todos os espaços e está presente em todos os momentos. Da rua para a cama, do banheiro para a mesa de jantar, do escritório para dentro da bolsa, de uma mão para outra. Assim como ele se move, também o fazem os germes presentes nele.

Coronavírus: cadastre o seu e-mail e receba notícias

Tenha as últimas notícias sobre as medidas de contenção e prevenção, número de casos, tratamento e muito mais. Juntos, podemos virar este jogo! Cadastre-se agora.

Livro

De acordo com um estudo feito pela DeVry Metrocamp em Campinas, em 2017, um único celular pode conter 23 mil tipos diferentes de microrganismos, como fungos e bactérias. Esses elementos podem causar várias doenças, como micose, conjuntivite, intoxicação alimentar, infecções respiratórias e urinárias e, agora, o coronavírus.

Por isso, é importante manter o celular e outros aparelhos eletrônicos sempre muito bem higienizados.

Saiba como limpar o celular corretamente

Quais produtos usar na higienização?

Na hora de limpar o seu celular, os produtos mais indicados são o álcool etanol com concentração 70% e o álcool isopropílico com concentração 70%. Ambos são recomendados pela Samsung, mas apenas o isopropílico é sugerido pela Apple para seus produtos. Se o álcool adquirido tiver uma concentração superior a 70%, será necessário diluí-lo.

Produtos abrasivos (ou seja, com substâncias que podem desgastar a superfície dos aparelhos), como cloro, água sanitária ou álcool em gel, devem ser evitados. Em contato com smartphones, esses produtos podem acabar prejudicando a durabilidade do aparelho, além de causar danos irreversíveis em seu revestimento e em sua parte interna.

Como fazer a higienização?

A Samsung e a Apple fazem as mesmas recomendações sobre como limpar o celular. O primeiro passo é desligar o aparelho, retirar a capa e todos os acessórios e desconectar os cabos, como carregador e fone de ouvido. O celular só deve ser ligado novamente quando estiver seco.

Para começar a higienização, utilize um cotonete para limpar as entradas do aparelho. Fique atento para não deixar resquícios de algodão dentro delas e para não usar muita força na hora de limpar, evitando o risco de danificar algo. Outra opção para esta etapa é usar uma escova de dentes bem macia.

Para fazer a limpeza do corpo, escolha um pano macio, que não solte fiapos. A Samsung sugere o uso do pano de microfibra, usado para limpar câmeras fotográficas. Evite toalhas de rosto ou de banho, panos abrasivos e toalhas de papel.

Umedeça o pano com um pouco de álcool e passe-o por todo o corpo do celular, inclusive nas bordas e telas. Espere secar e repita o processo. 

Lembre-se de nunca aplicar o produto de limpeza diretamente sobre o aparelho ou de borrifar o líquido sobre o aparelho, pois o álcool pode acabar entrando em contato com partes sensíveis (como a entrada do fone de ouvido) e danificá-las.

Essa higienização pode ser feita em superfícies de vidro, cerâmica e metal, mas não são recomendadas para acessórios de couro, borracha ou plástico. Se a sua capinha for de silicone, você pode usar água e sabão. Já o couro exige um produto apropriado.


Cadastre-se aqui para receber notícias e informações atualizadas sobre coronavírus no seu e-mail todos os dias.


Leia também

Entenda por que as pessoas com diabetes são mais vulneráveis ao coronavírus

Proteja-se do coronavírus e das informações falsas: veja mitos e verdades sobre a doença

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: