Ninguém entra em uma relação prevendo um rompimento, especialmente uma separação após os 50 anos de idade. Bem ao contrário: no início, há o desejo sincero de que só o fim da vida coloque um ponto definitivo no romance. Mas interesses e expectativas mudam com o passar do tempo. E o término da vida a dois, que parecia ser um pesadelo, começa a revelar pontos positivos.

Para mostrar que a tristeza vai embora, pessoas contam o lado bom de separar após os 50 anos de idade. Confira, a seguir.

  1.  Evolução pessoal

Quem se anula quando começa a conviver com outra pessoa se fortalece diante de uma separação após os 50 anos. Enfrentar a vida sozinho gera crescimento pessoal. "Eu evoluí, me descobri como mulher, como pessoa, descobri meu lugar no mundo", conta Isa Francioli, 67 anos, agente de organização escolar, que enfrentou a primeira separação aos 39 anos e a segunda, aos 53. E completa: “Gosto do meu trabalho, da minha casa, das minhas coisas, da minha forma de viver. Gosto de mim! Agora procuro sempre me colocar em primeiro lugar".

  1.  Conquistas na carreira

Aqueles que têm de deixar a carreira em segundo plano durante o casamento podem recuperar ou investir em uma nova atividade após o fim do relacionamento. "Pela necessidade de estar com a parte financeira em ordem e me manter, fui buscar formas mais efetivas para ampliar renda. Com isso, adquiri uma confiança profissional maior e essa busca me fez crescer e me sentir mais fortalecida. Descobri o valor que eu tenho", afirma Marcia Adono, psicopedagoga, 66 anos, separada há 8, depois de um casamento de quatro décadas.

  1.  Independência financeira

Essa necessidade de manter as contas em dia, sem alguém para complementar ou responder pelo orçamento doméstico, tem seu ônus. Mas vem com o bônus de também significar uma maior realização pessoal, devido à "emancipação" financeira que surge no decorrer de tantas mudanças.

  1.  Autoestima e autoconfiança em alta

Um dos primeiros passos necessários para seguir adiante pós-separação é desenvolver confiança em si mesmo. Isso se reverte em fortalecimento, pessoal e profissional. "Adquiri autoestima e autoconfiança, que foram vitais para meu desempenho, para meu desenvolvimento e para obter sucesso em meu trabalho ", diz Marcia.

  1.  Resgate de sonhos

Taí uma das principais situações positivas quando o foco é exclusivamente você. Os sonhos esquecidos – que vão desde aprender um instrumento ou um idioma até viajar sozinho – saem da gaveta. "Foi uma conquista muito especial quando voltei a estudar aos 55 anos. Prestei concurso e consegui um emprego que me realiza há 10 anos", revela Francioli.

Monica Mendes, 55 anos, educadora física, que em 2015 pôs fim a uma relação de 27 anos, fez a mesma coisa. "Vou fazer minha segunda faculdade, depois de separada", conta.

  1.  Decisões de última hora

Não tem ninguém te esperando em casa ou contando com sua disponibilidade para algo? Sua agenda é livre para fazer o que bem entender. "Digo aos meus filhos que adquiri ‘rodinha nos pés'. Estou sempre de malas prontas fazendo uma das coisas que mais gosto, que é viajar", conta a agente de organização escolar.

  1.  Paz de espírito 

Se seu estilo de vida mudou bastante, comece a enxergar o lado positivo das mudanças após a separação após os 50 anos. "Morava em um apartamento grande, com muitas mordomias. Sofri bastante, achando que ia perder tudo”, revela a psicopedagoga. “Hoje estou muito mais feliz, porque comprei um apartamento com meu dinheiro. É bem menor, mas tenho condições de mantê-lo, além de conforto e tranquilidade.” E complementa: “Troquei objetos e pertences, que eu achava que eram vitais para mim naquela época, e passei a valorizar a paz que eu tenho hoje. Isso não tem preço".

  1.  Liberdade de ir e vir

O outro talvez nem exija, mas, quando se está num relacionamento, as pessoas dão satisfação à outra, o que pode engessar o dia a dia. "Agora tenho liberdade de ir e vir sem dar satisfação para ninguém ou ter que ficar olhando no relógio para voltar logo para casa", exemplifica Monica.

  1.  Praticar mais exercícios

Com agenda livre, é possível cuidar mais da saúde e fazer as atividades que gosta, no horário que bem entender. "Frequento o pilates, que está fazendo muito bem para mim. Antes, devido à família, à casa que eu tinha que cuidar e a um monte de pequenas coisas que me prendiam, eu não ia. Estou mais livre, leve e solta", afirma Silvana Casal, 55 anos, dona de casa, separada desde o ano passado.

  1.  Dar mais atenção à vaidade

Verdade seja dita: a vaidade fica um pouco de lado quando estamos num relacionamento, não é? Então, é hora de se amar mais. "Sempre quis dar mais atenção a mim, mas antes eu só pensava nos outros, na minha família. Agora estou me cuidando mais", revela Silvana.

O que aconteceria se sua família precisasse de apoio financeiro e você não estivesse por perto? Contrate um seguro de acidentes pessoais e deixe essa preocupação de lado. Simule aqui.

Compartilhe com seus amigos