Ao tentar traçar o perfil dos centenários e idosos saudáveis e longevos das Zonas Azuis - regiões no mundo com maior concentração de pessoas com este perfil - pesquisadores não encontraram um ingrediente na alimentação ou uma atividade específica. Talvez não fosse de se esperar que houvesse, considerando que estas zonas estão espalhadas pelo globo do Japão à Costa Rica, passando pela Europa e pelos Estados Unidos.

Embora os idosos dessas regiões tão distintas compartilhem alguns princípios saudáveis, como uma alimentação sem produtos industrializados e rica em alimentos de origem vegetal, eles variam grandemente em relação aos ingredientes consumidos. E embora sejam todos ativos, os padrões de sono e atividade física também variam bastante.

O que os pesquisadores encontraram em comum entre essas populações é chamado de formas diferentes entre elas. E enquanto algumas sequer têm uma expressão específica para isso, todas exercitam seu significado: viver com propósito.

Ikigai é a expressão japonesa que representa o que esses idosos têm em comum: razão para acordarem motivados todos os dias. E o diagrama abaixo mostra como encontrar ou se aproximar do seu.

O seu ikigai é representado como o ponto no qual se sobrepõem as coisas que você ama, aquelas nas quais você é bom (suas habilidades), aquelas que você pode ser remunerado ou recompensado por fazer e aquelas com as quais você pode contribuir para um mundo melhor.

Ikigai Coluna Divulgação

Viver mais próximo do seu ikigai traz a sensação de propósito e motivação típica de pessoas mais satisfeitas e saudáveis. E está comprovado que pessoas mais satisfeitas incorporam mais facilmente hábitos saudáveis em suas vidas e se relacionam de forma mais positiva com as pessoas ao seu redor, seja na família, no trabalho ou na sua comunidade.

Faça o seguinte exercício para identificar o seu ikigai: liste atividades que preencham as categorias mais externas do diagrama:

  • o que você ama;
  • no que você é bom;
  • o que o mundo precisa;
  • o que pode recompensar financeiramente você.

Não pense muito nem julgue as atividades que vierem à mente, simplesmente vá fazendo a sua lista. Você pode fazer isso de uma vez ou retomar em alguns dias.

Você vai perceber que algumas categorias são mais fáceis de preencher com muitos itens, enquanto outras são mais difíceis. Mesmo que você pare o exercício por aqui, ele é válido: provavelmente é bom pensar no aspecto no qual você teve mais dificuldade e tentar incorporar na sua rotina atividades que apareceram ali. Isso pode ser um novo hobby ou uma atividade voluntária. Ou ainda dedicar mais tempo a algo que vem fazendo pouco.

Para completar o exercício, depois de ter listado atividades nessas quatro categorias, procure atividades que apareceram em mais de uma. Isso requer um pouco de imaginação, já que nem sempre aparecerão com os mesmos termos, mas podem ser diferentes aspectos de uma mesma atividade. Se você encontrar algo em comum em todas elas, você achou seu ikigai. Mas, mesmo que não tenha achado ou não esteja disposto a grandes mudanças na sua vida, pode pensar em como conciliar mais de uma atividade: você pode, por exemplo, combinar sua profissão com um trabalho voluntário ou retomar uma atividade que você ama e parou de fazer.

É claro que nem sempre se consegue conciliar todos os aspectos do diagrama, mas tentar incorporar na sua vida aspectos que estão menos contemplados é certamente uma forma de ser mais feliz. E de acordar pela manhã motivado com o dia pela frente.

Compartilhe com seus amigos