Conhecer e entender os hábitos dos 60+ ajuda a criar um mercado mais receptivo, adequado e que realmente atenda completamente às necessidades deste público. Esta foi a motivação do primeiro projeto internacional de pesquisa comportamental que conduzo. TOP10 60+ SeniorLab by Deezer mapeou as preferências musicais dos 60+ na internet considerando os artistas mais executados no streaming de música da internet no Brasil e no mundo.

O Rei está no trono e coloca Roberto Carlos na primeira posição do Ranking de artistas TOP10 60+ SeniorLab by Deezer. Em março, ele estava na segunda posição, atrás de Marília Mendonça, cantora sertaneja que agora ocupa a segunda posição. Nesta edição, o TOP10 60+ SeniorLab by Deezer também identificou o gosto musical dos seniores no planeta e listou os 10 artistas mais escutados na internet em 180 países. Uma oportunidade de comparar os 60+ brasileiros com o que acontece no mundo.

Top 10 Crédito: Senior Lab

Considerando que o gênero sertanejo domina 70% do ranking dos 10 artistas mais escutados no Deezer no Brasil, Roberto Carlos representando o gênero MPB tem 20% é um feito. Já o Forró Eletrônico de Wesley Safadão tem 10% de participação no ranking. Veja:

Tabela

A música por demanda oferece uma experiência inédita na vida dos 60+ onde a plataforma, que possui um acervo de 53 milhões de músicas, dá possibilidades que vão desde cantores da nova geração aos artistas que embalaram os seniores nos bailes, rádio e cinema quando eram adolescentes lá pelos anos 1955. Listando dez artistas mais escutados no mundo fica fácil perceber que os 60+ de outros países são tão surpreendentes quanto os daqui. O belga Damso, que faz sucesso com o gênero Hip Hop, é o artista mais executado na plataforma entre os assinantes 60+ no mundo. Apesar do gosto pela novidade, The Rolling Stones, Queen e The Beatles também estão lá e simbolizando uma doce visita à adolescência musical do público sênior.

Top 10 Mundo Crédito: Senior Lab

O Brasil possui 30,2 milhões de pessoas com mais de 60 anos de idade. 62% deste grupo, o que equivale a 18 milhões de pessoas, já possuem aparelhos celulares. É o segmento de mercado que mais cresce no país e o grupo de consumo que, apesar da falta de atenção e foco de marcas, produtos e serviços, busca a integração e ocupa seu espaço. Uma oportunidade que é negligenciada por muitas empresas e profissionais. É um grupo que vai circular R$ 850 bilhões de reais este ano. Não havia interesse na comunicação e no marketing em saber quem os 60+ escutavam. Quando era necessário definir algum estilo musical para um comercial, por exemplo, a bossa nova instrumental era o lugar comum.

A entrada da população 60+ na internet não aconteceu apenas pelo desejo de estarem atualizados, mas sim porque algumas ferramentas, aplicativos e serviços fazem sentido nas vidas deles. O WhatsApp e o grupo da família, o Facebook e as notícias dos seus amigos, o Google e o caminho para achar quase tudo e o Deezer para revisitar as músicas que fizeram sucesso há 40, 50, 60 anos e escutar a qualquer hora em qualquer lugar. Tudo muito novo, muito fácil e ao alcance do toque dos dedos.

Compartilhe com seus amigos