Pintar o cabelo em casa pode lhe ajudar a economizar tempo e dinheiro. Mas, antes de colocar a mão na massa, é preciso fazer a lição de casa para que o resultado seja o esperado. Para ajudar você nessa empreitada, o hairstylist e visagista master Andy Vitiello, 45 anos, e seu assistente, Gabriel Russo, 22, do salão Maria Flor (SP), compartilham algumas dicas. Confira:

Como pintar o cabelo em casa

1 - Tintura ou tonalizante?

Mesmo que tenham a mesma finalidade, há grandes diferenças na química de uma tintura e de um tonalizante. A tinta cobre 100% dos fios brancos, mas agride mais os cabelos. Já o tonalizante é uma coloração que deposita pigmentos de cor na cutícula do fio, agindo como “maquiagem”, ou seja, desbota à medida que o cabelo é lavado.

“A escolha perfeita é sempre com auxílio de um profissional, que irá analisar o fio e o produto necessário”, pontua Andy. Um dos erros mais comuns de tingir o cabelo em casa, segundo ele, é escolher a cor pela cor da caixinha. “É preciso estudar fundo de clareamento e nuances. Apenas um colorista pode saber o tom certo com exatidão.”

2 - Teste de sensibilidade

Aplique uma pequena quantidade do produto escolhido, já preparado (veja item 4), atrás da orelha ou no pulso. E aguarde 48 horas para observar se houve alguma irritação ou coceira.

3 – Mistura certa

Um dos segredos da tintura profissional é usar sempre a mesma marca de tinta e de água oxigenada, “pois já estão estabilizadas”. Mas qual a misturinha correta? Siga as indicações do fabricante ou do seu cabeleireiro.

4 - Quantidade do produto

Verifique com um profissional se apenas uma caixa de coloração é suficiente. Cabelos compridos e volumosos podem exigir mais. Dica: não tenha preguiça de perder alguns minutinhos para ler o folheto explicativo. “E fique atento à validade”, lembra Gabriel.


Você encontra uma seleção de produtos para pintar o cabelo em casa no site das Lojas Americanas. Clique aqui e confira. 


5 - Prepare seu couro cabeludo

Fique pelo menos 24 horas sem lavar o cabelo antes de tingi-lo, para que a oleosidade natural proteja o couro cabeludo da química e diminua as chances de reação alérgica. Essa regra vale somente para as colorações, pois os tonalizantes têm melhor fixação com o cabelo limpo.

6 - Proteja seu rosto

Antes de aplicar o produto, proteja a área em volta do cabelo, passando vaselina na testa, na lateral do rosto e na nuca, para não manchar a pele. “É indispensável”, afirma Gabriel.

7 - Use a técnica mundial

Para aplicar, use a técnica mundial: divida o cabelo em quatro partes, com uma risca da testa até a nuca e outra de uma orelha a outra. Com o auxílio de um pincel de cerdas curtas, comece pelo topo e depois siga para as laterais, “pois a temperatura da nunca é maior e age mais rápido”, diz Andy.

Para quem tem fios brancos, “é sempre recomendado começar pela raiz e já em seguida fazer o comprimento e as pontas”, completa Gabriel. Se possível, “peça ajuda para fazer a parte de trás.”


O gel anti-idade Renew Hydra age na pele durante a noite, reduzindo a aparência de linhas finas e rugas. Clique aqui e confira. 


8 – Nada de condicionador

A dica que corre na internet para deixar o tom mais uniforme – espalhar condicionador nas pontas, evitando que elas possam absorver mais tinta e com isso ficarem mais escuras do que o restante do cabelo – “é um mito”, crava Andy.

9 – Reavive a cor

Quinze minutos antes de retirar o produto, aplique o restante da tintura no comprimento e nas pontas. “A coloração já terá agido quase por completo na raiz e irá reavivar a cor das pontas”, afirma Gabriel.

10 – Respeite o tempo

Atenção ao tempo. “Enxaguar antes irá diminuir o efeito da coloração e não irá atingir a cor desejada”, explica Andy. “Ficar mais vai apenas criar um processo alérgico, pois a cor não muda.” Siga à risca as indicações do fabricante.


O hairstylist e visagista master Andy Vitiello e seu assistente, Gabriel Russo, no salão Maria Flor (SP); Crédito: Gabriel Russo

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: