Cheias de planos, energia, talento, sucesso e beleza, a nova geração de musas que fazem 50 anos em 2019 mostra que a idade não é um empecilho para dar grandes passos e fazer novas conquistas. Pelo contrário. A trajetória de cada uma delas escancara que, em muitos aspectos, estão bem melhores hoje. E o que elas acham de chegar aos cinquentinha? “Nunca vi uma mulher entrando em sua fase mais poderosa como algo negativo”, lacra Renné Zellweger.

Relembre a história de vida de oito musas que fazem 50 anos e festeje com elas!  

Jennifer Aniston: a queridinha da América

musas que fazem 50 anos

Crédito: Featureflash Photo Agency/shutterstock.

(11 de fevereiro)

Com direito a festa de arromba em Los Angeles, Jennifer Aniston comemorou 50 anos em grande estilo. Entre os convidados... Brad Pitt. Ao receber o ex, ela finalizou os rumores de rusgas entre os dois – anos atrás, ele traiu a loira com Angelina Jolie. O fim da união coincidiu com a despedida da personagem que a catapultou ao estrelato, a Rachel, da série “Friends”, que saiu de cena em 2004, após uma década no ar.

De lá para a cá, Jennifer se tornou a rainha das comédias românticas no cinema. Mas foi mais longe e passou a produzir longas, como o seu mais recente trabalho, “Dumplin”, da Netflix. No filme, lançado em janeiro, ela foi aclamada pela crítica ao interpretar Rose, uma ex-miss que tem dificuldade em aceitar a forma física da filha. E vem mais projetos para 2019: uma série para a Apple e mais duas produções para o Netflix. No campo pessoal, está solteira e sem filhos. Seu romance mais recente, com o ator e roteirista Justin Theroux, acabou há um ano.

Renée Zellweger: a poderosa do tempo

musas que fazem 50 anos Crédito: shadesofzero.com

(5 de abril)

Embora atuasse em filmes desde 1993, foi a participação em “Jerry Maguire” (1996), ao lado de Tom Cruise, que apresentou Renée Zellweger ao mundo. E a estrela subiu com a trilogia “Bridget Jones” (de 2001 a 2016). O Oscar veio no meio disso, como atriz coadjuvante pelo filme “Cold Moutain” (2003).

Após o sucesso, a loira deu uma pausa de seis anos na carreira. Quando ressurgiu, foi acusada de ter exagerado em cirurgias plásticas que abriram seus olhos e diminuíram suas bochechas. Ela nega os procedimentos. Ex-namorada de Bradley Cooper e Jim Carrey, atualmente está com o músico Doyle Bramhall. Recentemente, assinou com a Netflix para protagonizar a série “E Se?”. Sem data de estreia, na produção ela fará uma mulher sedutora que vive em São Francisco.

O que ela acha de chegar aos 50? “Nunca vi uma mulher entrando em sua fase mais poderosa como algo negativo”, disse à revista “The Hollywood Reporter”.

Cate Blanchett: a colecionadora de prêmios

musas que fazem 50 anos

Crédito: Tinseltown/shutterstock

(14 de maio)

Dona de dois Oscars, três Globos de Ouro, três SAG Awards e três Baftas, a australiana Cate Blanchett começou a fazer sucesso em 1988 no papel de rainha Elizabeth I. Suas escolhas profissionais sempre foram ousadas e trafegaram tanto por blockbusters, como “Senhor dos Anéis”, quanto por produções experimentais, como “Manifesto”.


Conheça a nova coleção de moda feminina da Marisa. Acessórios, calçados, lingerie e muito mais, com frete grátis para todo o Brasil. Aproveite já!


Se a atriz faz bonito nas telonas, não é diferente fora delas. Por seu bom gosto, se tornou referência de estilo para mulheres do mundo todo. E é justamente para lutar pelos direitos delas que criou a fundação Time’s Up, com o objetivo de ajudar vítimas de assédio sexual. Casada com o roteirista Andrew Upton e mãe de quatro filhos, Cate estará nos cinemas em 2019 nos filmes “Cadê Você, Bernadette?” e “Vingadores: Ultimato”.

Dira Paes: a cinematográfica

musas que fazem 50 anos

Crédito: Globo/João Cotta

(30 de junho)

Dira Paes é uma rara atriz brasileira que trabalhou em mais filmes – são cerca de 40 – do que em produções televisivas. Sua carreira, aliás, começou nas telonas, em 1985, quando foi aprovada para atuar no longa “A Floresta das Esmeraldas”, nos Estados Unidos. Na TV Globo, estreou em 1990 na novela “Araponga”.

O grande apelo popular veio com duas personagens cômicas, a Solineuza, da série “A Diarista” (entre 2003 e 2007), e Norminha, da novela “Caminho das Índias” (2009). Casada com o diretor de fotografia Pablo Baião, tem dois filhos. Atualmente, está no ar como uma das protagonistas da novela das 7, “Verão 90”, e apresentou neste ano a transmissão brasileira do Oscar pela segunda vez. E, claro, volta ao cinema em breve, em “Ó Pai, Ó 2”.

Jennifer Lopez: a rainha da exuberância

musas que fazem 50 anos

Crédito: s_bukley/shutterstock

(24 de julho)

Considerada a estrela norte-americana de ascendência porto-riquenha mais rica de Hollywood, a atriz, cantora, bailarina e produtora Jennifer Lopez nunca passou sem ser notada com suas curvas acentuadas. E essa exuberância desafia o tempo. Cada aparição dela é um evento em que o público exercita a capacidade de admirá-la.

Mãe dos gêmeos Max e Emma, foi noiva do astro Ben Affleck e se casou três vezes. Há três anos namora o ex-jogador de baseball Alex Rodriguez. Estrela de cerca de 30 filmes, em 2018 esteve em “Uma Nova Chance”. Ela também brilhou na TV como jurada do talent show “American Idol” por cinco edições. Porém, não será nas telonas nem nas telinhas que festejará a nova idade. Para comemorar a data, a cantora anunciou a turnê de It’s my party: The Live Celebration Tour”, que percorrerá os Estados Unidos por dois meses, de 7 de junho a 26 de julho.

Catherine Zeta-Jones: a destemida do mascarado

musas que fazem 50 anos

Crédito: Jaguar PS/shutterstock

(25 de setembro)

Em 1998, Catherine Zeta-Jones ganhou o principal papel feminino no filme “A Máscara do Zorro”. O mundo se encantou com a beleza da galesa, que se casou com Michael Douglas e teve os filhos Dylan e Carys. O auge profissional aconteceu em 2003, quando levou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel no musical “Chicago”. Porém, os atropelos da vida pessoal talvez tenham ofuscado a carreira de cerca de 30 filmes. Seu último foi “RED 2”, em 2013. No mesmo ano, ela e Michael anunciaram o fim da união. Catherine, corajosa, também tornou pública sua luta contra depressão e transtorno bipolar.

Perto de fazer 50 anos, no entanto, vem aí uma bela volta por cima. Além de ter retomado a relação com Douglas, protagoniza a série “Queen America”, do serviço de streaming do Facebook. Na produção, interpreta a ex-miss Vicki Ellis, que trabalha como técnica de futuras musas da beleza. No ano passado, esteve no telefilme “A Madrinha da Cocaína”, como a traficante colombiana Griselda Blanco.

Ellen Pompeo: a mais abonada da TV

musas que fazem 50 anos

Crédito: Kathy Hutchins/shutterstock

(10 novembro)

De garçonete a modelo comercial. De modelo a atriz mais bem paga da televisão americana. É com esse status que Ellen Pompeo chegará aos 50 anos. Porém, a intérprete da cirurgiã Meredith Grey, da longeva série “Grey’s Anatomy”, lutou muito ao longo de 15 temporadas para ser reconhecida.

Até fechar o contrato de US$ 20 milhões para trabalhar nos últimos dois anos, ganhava menos do que seu par em cena, o ator Patrick Dempsey, mesmo ela sendo a número um do drama médico. De quebra, também se tornou produtora do programa visto por cerca de 8 milhões de pessoas por episódio, além de ser uma das maiores audiências do Netflix. Casada com o produtor musical Chris Ivery, tem três filhos. De volta a Grey’s Anatomy, embora tudo indique que irá para a 16ª temporada, Ellen declarou que não há nada garantido.

Adriana Esteves: a nova namoradinha do Brasil

musas que fazem 50 anos

Crédito: Globo/João Miguel Júnior

 (15 de dezembro)

Aos 20 anos de idade, Adriana Esteves participou de um quadro no “Domingão do Faustão” e ganhou um papel pequeno na novela “Top Model”. Um ano depois, em 1990, chegou ao horário nobre como a Patrícia, de “Meu Bem, Meu Mal”. Nascia a nova namoradinha do Brasil. Em 1993, ao viver Mariana em “Renascer”, foi duramente criticada e enfrentou uma depressão. De positivo veio o casamento com o ator Marco Ricca, com quem teve o primeiro filho. Fora das novelas globais, rumou para o SBT.

Em 1997, voltou à Globo como protagonista de mais uma trama das 9, “A Indomada”. A partir daí, colecionou êxitos, elogios e duas indicações de melhor atriz ao Emmy Internacional. Em 2010 por Dalva, da série “Dalva e Herivelto”, e em 2017 por Fátima, da série “Justiça”. Em 2012, o Brasil parou para assistir as loucuras de sua vilã Carminha, do folhetim “Avenida Brasil”. O último trabalho em telenovela foi no ano passado, como a cafetina Laureta, de “Segundo Sol”. Atualmente, Adriana é casada com o ator Vladimir Brichta, com quem teve o segundo filho, Vicente.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu email. Inscreva-se: