A advogada Silvana de Campos Hofling, do Rio de Janeiro, e a pedagoga Ana Lúcia Boonen Scavone, de Itatiba, São Paulo, compartilham os 50 anos de idade. Não só isso. As duas também colecionam fãs nas redes sociais. Musas fitness, elas contabilizam e inspiram dezenas de milhares de seguidores, principalmente no Instagram.

Seus perfis, @silcampho e @anaboonen, revelam o que está por trás da boa forma e do corpo invejável das duas: exercícios físicos constantes e alimentação equilibrada.

A paulista Ana Lúcia sempre gostou de esportes, mas até o nascimento do primeiro filho, aos 21 anos, praticava exercícios sem muita frequência, hábito que ela intensificou depois de se tornar mãe. "Fazia aulas de step, aeróbica e um pouco de musculação na academia", lembra-se.

Silvana, por sua vez, começou a se exercitar mais tarde. O primeiro contato com algum tipo de esporte aconteceu só aos 45 anos. "No início, não me dedicava tanto. Ia para a academia apenas três vezes por semana e não cuidava da minha alimentação, então quase não obtive resultado", revela.

Os segredos das musas fitness com mais de 50 anos

Em cena, o “personal trainer”

Oito anos depois que começou a treinar, Ana Lúcia e o marido contrataram um “personal trainer” – que os acompanha há mais de 20 anos, diga-se. A intenção era focar em corrida, esporte que ela gostava, com respaldo da musculação. "Acabava fazendo mais aeróbico, pois quase não tinha energia na hora da musculação. Mas comecei a ficar descontente, pois meu corpo não mudava: sempre muito magra, sem definição", revela.


Peso ideal muda depois dos 60 anos; calcule o seu


Também a advogada teve sua fase de decepção e chegou a parar todas as atividades por um trimestre. Quase no fim de 2015, com 47 anos, decidiu mudar o cenário: Silvana voltou para a musculação e, do mesmo modo que a “instagrammer paulista”, sob acompanhamento de um “personal”. "Foi muito importante neste reinício, para me motivar e me ensinar como fazer os exercícios corretamente", avalia.

Com ajuda de profissionais especializados, as duas logo conseguiram sentir os primeiros resultados. Ana Lúcia precisou abandonar a corrida para conquistar seus objetivos e hoje se dedica muito à musculação – são cinco dias de treinos por semana, em sessões de 40 a 50 minutos, além de duas noites e as manhãs de sábado dedicadas ao CrossFit.

Já Silvana foca exclusivamente na musculação – seis vezes na semana, cerca de 1 hora por dia. Ela, entretanto, tem flertado com os exercícios aeróbicos, para melhorar o condicionamento. Duas regras das musas fitness: descansar aos domingos e seguir sempre o que o instrutor orientar, evitando extrapolar os próprios limites ou se lesionar.

As duas comemoram as conquistas, traduzidas em mais massa magra, menos gordura corporal e músculos bem definidos.

A soma de disciplina, dedicação, persistência, foco e força de vontade na academia trouxe resultados positivos para Ana Lúcia e Silvana. Entretanto, a conquista delas não seria a mesma se não fosse por outro fator bem importante: a alimentação equilibrada. 

Prato saudável e controlado

Ana Lúcia, por exemplo, ouviu os conselhos do “personal trainer” e procurou um nutricionista esportivo há cerca de 6 anos. A alimentação adequada, combinada com suplementação, fizeram que ela alcançasse objetivos ainda mais satisfatórios.

Hoje, a pedagoga segue exclusivamente a dieta prescrita pelo profissional da nutrição, que muda seu cardápio conforme os treinos e objetivos do momento.

Mas, verdade seja dita, antes do acompanhamento, Ana Lúcia já mantinha uma alimentação sem muitos açúcares, refrigerantes, bebidas alcóolicas, itens totalmente eliminados do cardápio atual, assim como carboidratos simples e produtos industrializados.

"Comia muitos legumes, verduras, mas a quantidade que consumia era pouca, então não conseguia treinar muito forte, o que tornava difícil ganhar massa magra", explica.

Hoje sua dieta é “low carb”, que restringe o consumo de carboidratos – ela, por exemplo, só consome tais macronutrientes antes dos treinos.


Você já pode fazer exercícios físicos com o auxílio de um professor gratuitamente no conforto da sua própria casa. Baixe o aplicativo BTFIT em seu celular ou tablet e comece a malhar agora!

Se seu celular usa o sistema iOS, clique aqui para baixar o BTFIT.

Se seu celular usa o sistema Android, clique aqui para baixar o BTFIT.


Com Silvana, a mudança foi mais radical de três anos para cá. "Era totalmente desregrada, comia pratos congelados industrializados, salgadinhos, refrigerantes, cerveja,  pizzas, doces, massas e pães em excesso. Como era bem magra, achava que não havia problema comer qualquer coisa, porque não engordava. Hoje sei o quanto esses alimentos prejudicam a saúde, então passei a me alimentar basicamente de comida de verdade", afirma.

Por "comida de verdade", entenda-se frango, peixe, carne, ovos, legumes, verduras, algumas frutas e gordura boa, como azeite e castanhas.

"Aos domingos, me permito comer o que tenho vontade e abro algumas exceções: um pão, às vezes uma pizza, uma massa, arroz e feijão. Tudo é questão de equilíbrio", argumenta.

A advogada acredita que 70% do seu resultado é consequência das mudanças que adotou. "Sem uma alimentação saudável, é praticamente impossível ter resultado no corpo, mesmo praticando exercícios. Sem contar que minha prioridade é  envelhecer com saúde", salienta.

Ela também adotou a dieta “low carb” e cortou do cardápio açúcar, bebida alcóolica, frituras e tem evitado produtos com glúten, por ter hipotireoidismo.

Acostumar-se ao novo fluxo alimentar pode parecer difícil para a maioria das pessoas, mas as duas influenciadoras fitness garantem ser tudo questão de hábito: basta um pouco de persistência que, depois, a rotina saudável vai se tornar parte do dia a dia, algo quase automático.

Um detalhe importante: os roteiros nutricionais que as duas seguem são personalizados, definidos por profissionais para cada uma delas. "Posto algumas receitas para ajudar meus seguidores, mas não mostro minha dieta em detalhes, porque cada um tem que ter a sua dieta", ressalta Ana Lúcia.


Dicas das musas fitness

"Nunca é tarde para começar. O exercício físico tem uma série de benefícios para saúde: previne a osteoporose, o diabetes, o câncer , mantém a sua mobilidade na velhice etc. De bônus, deixa o corpo mais bonito. No início, contar com a ajuda de um personal é muito importante, pois ele vai te incentivar, ensinar e não te deixar desistir. Ter uma amiga, irmã, marido para ir junto também é um ótimo incentivo. Mas o maior e melhor incentivo virá depois de alguns meses, quando se olhar no espelho e ver sua evolução, se sentir mais bem-disposta, mais saudável e mais bonita."

Silvana de Campos

 

"Para quem quer melhorar em termos de saúde e estética, o segredo é se dedicar, tanto nos treinos como na alimentação. Um personal, ou seja, uma pessoa para orientar os seus treinos, é muito importante, pois ele sempre vai dar mais ênfase para o ponto onde você quer mudar ou melhorar."

Ana Lúcia Boonen

 

  • Ana Lúcia Boonen Scavone, pedagoga, 50 anos.
  • Ana Lúcia Boonen Scavone, pedagoga, 50 anos.
  • Ana Lúcia Boonen Scavone, pedagoga, 50 anos.
  • Ana Lúcia Boonen Scavone, pedagoga, 50 anos.
  • Silvana de Campos Hofling, advogada, 50 anos.
  • Silvana de Campos Hofling, advogada, 50 anos.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: