No último domingo (10), foi comemorado o Dia do Telefone, data em que seu inventor, o escocês Alexander Graham Bell (1847-1922), realizou a primeira ligação telefônica para enviar uma mensagem ao seu assistente: “Sr. Watson, venha aqui. Quero ver você”. O ano era 1876.

Naquele mesmo ano, o telefone foi apresentado ao público na famosa “Exposição Centenária”, realizada na Filadélfia em comemoração aos 100 anos da independência dos EUA. Graham Bell desejava expor seu invento ao corpo de avaliadores do evento, entre eles, Dom Pedro II, um grande entusiasta da tecnologia. Diante dos olhos de todos os presentes, o imperador brasileiro e o inventor foram para um campo aberto, onde conversaram através do invento, a uma distância de 150 metros. Consta nos registros que Graham Bell teria falado o famoso verso de Shakespeare “to be or not to be?” (Ser ou não ser?), ao que Dom Pedro II exclamou: “Meu Deus, isto fala!”.

Dia do Telefone

Foto do primeiro aparelho de telefone desenvolvido pela Bell Telephone Company

Anos mais tarde, nascia a primeira companhia telefônica do mundo, a Bell Telephone Company, depois rebatizada de American Telephone and Telegraph Company.

No entanto, a data é contestada pelos americanos, que em 2002 reconheceram o italiano Antonio Meucci como inventor oficial do telefone. Acontece que, anos antes, Meucci havia criado o telégrafo, tecnologia considerada crucial para o desenvolvimento do telefone. Contudo, o Dia do Telefone permaneceu no 10 de março.

Um Dia do Telefone sem telefone

Para comemorar o Dia do Telefone, a operadora Vivo resolveu fazer algo diferente e criou a companha “Dia Sem Telefone”, desafiando os usuários a passarem a data totalmente offlines, sem utilizar qualquer aparelho telefônico, celular ou fixo.

A iniciativa deste ano foi inspirada na campanha #temhorapratudo, desenvolvida na África em 2018. De acordo com a empresa de telefonia, o objetivo era fazer com que as pessoas curtissem mais as “pequenas coisas da vida”, como o contato físico com amigos e familiares, sem o compartilhamento de fotos e textos nas redes sociais.


Se você ainda não é assinante Vivo, acesse agora a página da operadora e contrate a melhor banda larga, a melhor TV por assinatura e a telefonia fixa campeã. Clique aqui! 


Uma pesquisa realizada pelo Ibope Conecta revelou que a maior parte dos brasileiros não consegue passar sequer um dia sem acessar as redes sociais. Desses, aproximadamente 15% passam todo o tempo em que estão acordados grudados ao aparelho, seja por diversão ou por trabalho.

Museu do Telefone

Localizado no bairro do Flamengo, zona sul do Rio, o Museu do Telefone conta com aproximadamente 100 mil itens entre documentos de fotografia, periódicos, contas telefônicas, objetos, equipamentos de comunicação e de telecomunicações, além de cerca de 120 vídeos. Entre os destaques do museu estão réplicas do primeiro telefone patenteado por Graham Bell e do primeiro rádio construído por Marconi.

Dia do Telefone. Foto: KerdaZz/shutterstock

Com o objetivo de proporcionar aos seus visitantes uma experiência única, permitindo que cada pessoa faça seu roteiro de acordo com sua curiosidade, os idealizadores do Museu do Telefone o construíram com base no conceito de hipertexto, em que, com um par de fones de ouvido conectado à um dispositivo de mão, o usuário vai acessando as informações que desejar durante seu trajeto. Um excelente passeio para toda a família, não apenas no Dia do Telefone, mas durante todo o ano.

O Museu do Telefone fica na rua Dois de Dezembro 63, Flamengo, Rio de Janeiro. A entrada e a classificação etária são livres, e o horário de visitação é de terça-feira a domingo, das 11h às 17h. Telefone: (21) 3131-3060.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: