Se você é da geração “Como nossos pais” e passa os dias em casa, guardado por Deus e contando vil-metal, sua tranquilidade provavelmente está garantida. Tirando saúde e algumas intempéries da vida, pouca coisa poderá trazer algum desequilíbrio financeiro.

Mas se você é daquele que chega ao final do mês no aperto, sem conseguir guardar alguns reais que garantam sua tranquilidade, é hora de rever seus gastos. Segundo o economista Mauro Guimarães, é cada vez comum observarmos pessoas aposentadas nessa situação de aperto financeiro. “Com a crise, muitos filhos desempregados voltaram a morar com os pais, que precisam destinar sua aposentadoria para o sustento de toda a família”, explica.

“Com a crise, muitos filhos desempregados voltaram a morar com os pais, que precisam destinar sua aposentadoria para o sustento de toda a família”

No último ano, o percentual de lares brasileiros em que mais de 75% do sustento vem da aposentadoria de alguém mais velho subiu de 5,1 milhões para 5,7 milhões. Para Guimarães, o problema pode ser resolvido com disciplina de gastos e uma revisão do orçamento mensal.

Veja abaixo a lista dos cinco erros mais cometidos pelas pessoas na hora de planejar o orçamento familiar

5 erros mais comuns no orçamento familiar

Não investir numa reserva que garanta sua segurança financeira e a de sua família

Poupar é sempre o melhor caminho. Mas se você não conseguiu juntar dinheiro até hoje, o mercado está cheio de opções como previdência privada ou seguro de vida que garanta a segurança e a qualidade de vida de seus familiares em caso de morte do segurado.

O 50+Seguro é um seguro de vida voltado para o público entre 50 e 75 anos. Sua contratação é fácil e rápida porque não exige Declaração Pessoal de Saúde, e seus beneficiários contam com muita agilidade no recebimento dos valores que podem chegar a 100 mil reais.

Clique aqui para mais informações sobre o 50+Seguro.

Não ter uma planilha de controle com os gastos do dia a dia

Um refrigerante com os netos, uma cervejinha com os amigos, a manicure e o corte de cabelo, o cafezinho depois do almoço e o táxi naquele diz em que você queria chegar mais cedo em casa. Todos esses pequenos gastos acabam não sendo considerados no orçamento mensal. Mas, acredite: eles podem causar um verdadeiro rombo nas suas contas.

Tente anotar tudo em uma planilha, preferencialmente uma que te permita realizar um comparativo mensal. E estipule um valor máximo para essas despesas. Ter controle sobre esses pequenos gastos certamente representará uma grande economia no seu orçamento.

Orçamento Familiar

Tratar gastos fixos como se fossem custos inalteráveis

Muitas vezes, dedicamos algumas linhas de nossas planilhas a gastos que são considerados fixos. Pode ser a parcela do carro, a conta do celular ou de luz, o supermercado ou o condomínio do prédio. Mas saiba que esses valores podem ser revistos, ainda que pela concessão de descontos. Alguns condomínios oferecem abatimentos no valor de suas cotas aos condôminos que pagam antecipadamente. Adiantar parcelas referentes à compra de um veículo, além de reduzir o tempo de pagamento, também garante um bom desconto. Poucas são as despesas realmente fixas.

Os valores do 50+Seguro são todos fixados em contrato e, por isso, não ficam mais caros conforme a sua idade aumenta.

Clique aqui para saber mais sobre o 50+Seguro.

Fazer novas dívidas para sanar dívidas antigas

Na Cartilha do Empreendedor, material produzido e disponibilizado gratuitamente na internet pelo Sebrae, uma das mais importantes dicas aos novos empreendedores é: não contraia novas dívidas para quitar dívidas antigas. De acordo com o texto, obter um financiamento para cobrir débitos acumulados tem levado muitas empresas a contrair dívidas crescentes e difíceis de serem quitadas. De acordo com o economista Mauro Guimarães, o mesmo se aplica a pessoas físicas.

O mais indicado, nesses casos, de acordo com Guimarães, seria pedir um empréstimo a algum parente ou amigo. “Se desfazer de algum bem, móvel ou imóvel, também pode ser uma boa saída”, explica o especialista.

Adquirir novos bens com pagamentos divididos em muitas parcelas

Quer pagar como? Débito, cheque, dinheiro ou cartão? Em até 10x sem juros? Com entrada só daqui a 30 dias? E que tal ganhar mais um cartão de crédito sem taxas ou anuidade? Qualquer um ficaria tentado frente a facilidades como essas. E para vencer a crise, comerciantes cada vez mais oferecem vantagens para que você não desista da sua compra, ainda que ela seja desnecessária. Mas muito cuidado: comprar tudo a prazo pode ser o caminho mais curto para cair no descontrole financeiro.

Melhor mesmo é destinar esse dinheiro a um investimento que traga tranquilidade para você e para a sua família. O 50+Seguro oferece serviço de assistências 24h para encanador, chaveiro e eletricista. No ato da contratação, o cliente também passa a ser, automaticamente, membro do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, tendo acesso gratuito aos conteúdos publicados em seu portal de notícias, como matérias jornalísticas e simuladores financeiros. Os associados também têm acesso a mais de 80 cursos online gratuitos e descontos em medicamentos que podem chegar a 85% do valor.

Clique aqui para saber mais sobre o 50+Seguro.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu email. Inscreva-se: