O Ministério da Economia publicou na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (16) o valor do reajuste de aposentados e pensionistas que ganham a partir de um salário mínimo. O aumento foi de 3,43%, definido pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, como estabelece a legislação federal. Com isso, o teto para quem se aposentou pelo INSS passa de R$ 5.645,80 para R$ 5.839,45.

Pela primeira vez, em 19 anos, o reajuste de aposentados e pensionistas é menor que o reajuste do salário mínimo, que foi de 4,61% e passou a valor em 1º de janeiro.

A contribuição para o INSS de empregados domésticos e trabalhadores avulsos também foi impactada pelo reajuste, e a alíquota passa a ser de 8% para quem ganha até R$ 1.751,81, de 9% para rendimentos entre R$ 1.751,81 e R$ 2.919,72 e de 11% para ganhos que vão de R$ 2.919,72 a R$ 5.839,45. Por ser relativo aos salários pagos em janeiro, o recolhimento deverá acontecer apenas em fevereiro.


Clique aqui e faça o teste para descobrir como está o seu planejamento para a aposentadoria. É grátis!


O salário-família também foi reajustado e passa a ser de R$ 46,54 para segurados que ganham até R$ 907,77 e de R$ 32,80 para quem ganha entre R$ 907,78 e R$ 1.364,43.

Veja abaixo o percentual de reajuste de aposentados e pensionistas que solicitaram o benefício em 2018:

  • Até janeiro de 2018: 3,43%
  • Em fevereiro de 2018: 3,20%
  • Em março de 2018: 3,01%
  • Em abril de 2018: 2,94%
  • Em maio de 2018: 2,72%
  • Em junho de 2018: 2,28%
  • Em julho de 2018: 0,84%
  • Em agosto de 2018: 0,59%
  • Em setembro de 2018: 0,59%
  • Em outubro de 2018: 0,29%
  • Em novembro de 2018: 0
  • Em dezembro de 2018: 0,14%
Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu email. Inscreva-se: