O jornalista e âncora do Jornal da Band e da Band News, Ricardo Boechat, morreu nesta segunda-feira (11) após a queda de um helicóptero, em São Paulo. O jornalista viajava de Campinas para a capital paulista, após a realização de uma palestra, e estava acompanhado apenas pelo piloto, que também morreu. Na queda, a aeronave atingiu um caminhão no quilômetro 7 do Rodoanel, na Rodovia Anhanguera, zona oeste de São Paulo. O motorista teve ferimentos e já foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Filho de diplomata, Ricardo Boechat nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 13 de julho de 1952. Iniciou sua carreira na década de 1970, no extinto Diário de Notícias. Com passagem pelos principais veículos de comunicação do país, como O Globo, O Dia, O Estado de São Paulo e Jornal do Brasil, Boechat foi ganhador de três prêmios Esso (1989, 1992 e 2001), oito prêmios Comunique-se (2006, 2007, 2008, 2010, 2012, 2013, 2014 e 2017), foi homenageado como jornalista mais admirado no país por duas vezes (2014 e 2015) e recebeu o Troféu Imprensa como Melhor Apresentador de Telejornal (2016).

Morte de Ricardo Boechat causa repercussão nas redes sociais

A morte de Boechat causou muita comoção nos veículos de imprensa. O amigo e também âncora José Luiz Datena não conteve a emoção e chorou durante o anúncio da morte do jornalista. “Dá uma dor tão profunda que é difícil expressar em palavras. Eu que falei tanto a minha vida inteira, num momento como esse, não tenho muito o que dizer a não ser comunicar essa notícia profundamente triste”, lamentou Datena.

O presidente Jair Bolsonaro também lamentou a morte do jornalista em sua conta no twitter. “É com pesar que recebo a triste notícia do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, que estava no helicóptero que caiu hoje em SP. Minha solidariedade à família do profissional e colega que sempre tive muito respeito, bem como do piloto. Que Deus console a todos!”, escreveu o presidente.

O governador de São Paulo, João Dória, também usou sua rede social para expressar seus sentimentos com a morte de Boechat. “Com o falecimento de Ricardo Boechat o Brasil perde um dos maiores jornalistas da sua história. Sua atuação diária demonstrava sensibilidade em defesa do interesse público e do jornalismo de qualidade. Toda a solidariedade a seus familiares, amigos e colegas da Rede Bandeirantes”, publicou Dória.

Outros famosos também se manifestaram, como os comediantes Marcelo Adnet e Danilo Gentili. “Por coincidência sempre entrávamos na maquiagem da Band no mesmo horário. A gente se divertia muito conversando. Ríamos bastante enquanto nos maquiavam.”, escreveu Gentili. Adnet classificou Boechat como grande jornalista, genial e incansável. “Que nós jornalistas nos inspiremos sempre nele, na sua luta e na sua voz sempre presente. Vai fazer muita falta”.

Ricardo Boechat deixa esposa e seis filhos.

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu email. Inscreva-se: