Casa e Família

No Dia da Família, passe algumas horas com quem você gosta

Celebrado pela primeira vez em 1994, o Dia Internacional da Família foi instituído em 20 de setembro do ano anterior, durante Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Desde então, conferências e celebrações são realizadas em vários países do mundo todos os anos nessa data para discutir e traçar projetos para o futuro da família, que ajudem no enfrentamento e na busca por soluções pacíficas para problemas sociais voltados para esse tema.

De acordo com a resolução da ONU, as ações oficiais promovidas no dia 15 de maio têm a função de:

  • Divulgar a importância da família na sociedade;
  • Sublinhar o caráter basilar da família na educação das crianças;
  • Passar mensagens de amor, respeito e união;
  • Alertar a sociedade para os direitos e responsabilidades das famílias;
  • Sensibilizar os cidadãos para as questões sociais, econômicas e demográficas que afetam a família e sobre os diferentes tipos de família existentes.

Ao longo dos anos, inúmeros fatores causaram alterações bastante significativas na estrutura da instituição familiar. A mulher vem se tornando cada vez mais independente, conquistando sua liberdade e seu espaço no mercado de trabalho. Ao mesmo tempo, uniões entre pessoas do mesmo sexo passaram a ser aceitas pelas justiças de vários países. As famílias de hoje trazem casais, tanto homo como heterossexuais, que compartilham responsabilidades e dividem igualmente tarefas domésticas e contas.


Conheça os cursos e treinamentos gratuitos oferecidos pelo Instituto de Longevidade para você se manter competitivo no mercado de trabalho.


A família é o primeiro contato social de uma criança, ambiente em que ela aprende a importância do convívio com outras pessoas, do respeito a regras, aprende a se comportar bem, a respeitar seu próximo e a desenvolver sentimentos importantes como carinho, amor, afeto, responsabilidade e proteção. Foi a partir do núcleo familiar que a sociedade ganhou corpo e voz ao longo de sua existência.

No Brasil, o evento ganhou uma segunda data para a comemoração nacional, tamanha a importância. O dia escolhido foi o 8 de dezembro, pelo então presidente da república João Goulart, em 1963.

A cada edição, um assunto é utilizado para nortear as ações em todo o mundo. Este ano, o tema escolhido foi “Famílias e sociedades inclusivas”, com destaque para o papel das famílias no cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 16 (ODS-16).

Você conhece os ODSs?

Atender às necessidades da geração atual sem comprometer a existência das gerações futuras, assim se descreve o desenvolvimento sustentável. E assim, em setembro de 2015, a ONU propôs aos seus 193 países membros a assinatura de uma Agenda 2030, com um plano global composto por 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas para que esses países alcancem o desenvolvimento sustentável em todos os âmbitos até 2030.

A meta 16 foca na promoção de sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionando o acesso à justiça para todos e construindo instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis. Segundo a ONU, as famílias são essenciais para a promoção de sociedades pacíficas e inclusivas.

A data também pode ser usada para promover uma maior integração entre os membros da família, muitas vezes afastados pelos compromissos diários. Aproveite a oportunidade e convide seus familiares para um jantar em um restaurante ou para algo mais intimista, em casa. Você pode pensar também em um programa cultural como cinema ou teatro, ou mesmo um show de música. Seja qual for a sua escolha, o importante é estar reunido com o clã e mostrar a todos o quão importante é a união.

Leia também

Amor platônico na juventude, casal se reencontra para casar 49 anos depois

“Faria tudo de novo”, diz avó que deu à luz neto gerado em barriga solidária

Por

Redação