Pesquisa Aegon de Preparo para Aposentadoria

Uma pesquisa global sobre aposentadoria

O Instituto precisa do seu apoio para continuar realizando pesquisas como essas.

Alguns dos objetivos do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon são conduzir estudos, educar o público e construir um diálogo sobre tendências, oportunidades em torno da longevidade, envelhecimento saudável e segurança financeira. Neste contexto, sua principal atuação na área de pesquisa se dá pela participação na Pesquisa Aegon de Preparo para Aposentadoria.

Há quase duas décadas, o parceiro internacional da Mongeral Aegon, o grupo Aegon – um dos líderes mundiais em seguros de vida, previdência e gestão de ativos – vem conduzindo estudos com o objetivo de entender e ajudar no planejamento para a aposentadoria. Na Europa, por meio do Centro Aegon para Longevidade e Aposentadoria, e nos Estados Unidos – onde a Aegon opera sob o nome Transamerica – através do Instituto Transamerica, o grupo vem estudando os efeitos da crescente longevidade das populações nas Américas, Europa, Ásia e Oceania. Todos os anos, relatórios com resultados e recomendações sobre o tema são divulgados globalmente.

Como parte deste trabalho cooperativo, somos o representante no Brasil desta pesquisa sobre aposentadoria, que é uma das maiores do seu tipo no mundo. Desde 2012, 70 mil pessoas já foram entrevistadas em 15 países, produzindo diferentes relatórios com recomendações e resultados.

Metodologia

A pesquisa apresenta o Índice Aegon de Preparo para Aposentadoria (ARRI), que avalia o quão bem os trabalhadores percebem seu preparo para a aposentadoria. De um modo geral, o índice ainda demonstra que as pessoas não estão fazendo o suficiente para se prepararem para a aposentadoria. Seis perguntas da pesquisa são utilizadas para construção do índice, sendo três relacionadas à atitude e três ao comportamento:

Atitude

Responsabilidade pessoal com relação à renda durante a aposentadoria.

Nível de consciência da necessidade de se planejar para a aposentadoria.

Capacidade financeira/entendimento sobre questões financeiras relacionadas a planos de aposentadoria.

Comportamento

Planejamento para aposentadoria – nível de desenvolvimento dos planos.

Preparo financeiro para a aposentadoria.

Substituição de renda – nível de substituição de renda previsto.

Resultados do Brasil em 2016

Ranking

Brasil

Índia

EUA

Mesmo estando no topo da lista, estes países têm desempenho mediano na pesquisa.

Nenhum dos 15 países pesquisados obteve desempenho elevado.

Houve uma queda constante no número de entrevistados que assumem um bom nível de:

Planejamento para a aposentadoria: saiu de 58% em 2014 para 52% em 2016.

Preparo financeiro: saiu de 47% em 2014 para 41% em 2016.

63% das pessoas contam com a poupança como plano B para algum imprevisto.

Apenas 22% dos entrevistados têm um plano formal de aposentadoria, com atitudes concretas, e muitos ainda contam com a aposentadoria pública como grande parte de sua renda no futuro.

Há muitos desafios a enfrentar.

Convidamos você para a leitura de nosso trabalho. Esperamos contribuir para promover um diálogo sobre um envelhecimento saudável e seguro.

Relatórios Anuais das Pesquisas

Que tal apoiar nossas Pesquisas?

Falta pouco para concretizar seu apoio.