Home > dinheiro > 6 atitudes simples para se prevenir contra fraudes

6 atitudes simples para se prevenir contra fraudes

Maior parte dos crimes acontece quando um estelionatário rouba os dados ou os documentos da vítima

fraude
Orlok/Shutterstock

A quantidade de golpes e fraudes está em ascensão no país, mostra o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude. Segundo estudo divulgado recentemente pela instituição, o percentual de pessoas com mais de 60 anos de idade propensa a ser vítima de golpes subiu de 36,5% em 2014 para 43,6% em 2016. Para quem tem de 25 a 59 anos, esse percentual sobe para 49,9%. 

maior parte destes crimes acontece quando um estelionatário rouba os dados ou os documentos da vítima para firmar negócios ou obter crédito em nome de outra pessoa. 

Foi o que aconteceu com a aposentada paulistana Elizabeth Gusson, 67 anos. Ela foi vítima de um golpe no local onde menos esperava: uma agência bancária na zona norte de São Paulo.  

“Era final de semana, e, quando entrei, tinha um rapaz com uniforme escrito manutenção. Como tive dificuldades para fazer um saque de R$ 400, ele disse que aquela máquina estava quebrada e se ofereceu para me ajudar, digitou alguns números e transferiu meu dinheiro para uma conta dele”, explica. 

Casos como estes são comuns. De acordo com o levantamento da Serasa Experian, 23,9% das tentativas de fraude ocorrem em bancos e instituições financeiras. Na maioria das vezes, acontecem dentro ou nas proximidades de uma agência. 

Clique aqui e saiba por que os hackers estão de olho em você  

Não perca nenhuma matéria. Cadastre-se e receba em seu e-mail.

Os golpes também vêm por meios digitais, como celular e e-mail. No mês passado, a professora Maria Aparecida, 55 anos, recebeu um telefonema de um número que parecia o da central de atendimento de seu banco – exceto por dois zeros antes dos dígitos que já conhecia. “Falaram todos os meus dados, sabiam tudo da minha vida bancária.” 

O telefonema, segundo a pessoa do outro lado da linha, era para fazer a “atualização do token”. Para isso, a cliente deveria falar os números que apareciam no aparelho para poder “sincronizar” o dispositivo. Receosa, Maria Aparecida forneceu um número errado de senha e ligou de outro telefone para o banco – a tempo de evitar prejuízo. 

Para o especialista em segurança Jorge Lordello, a melhor maneira de se prevenir as fraudes é estar atento a informações que mostrem como os estelionatários operam e que mostrem metodologias de defesa para as possíveis vítimas e seus familiares. “Precisa ser orientado, e, com isso, a pessoa começa a gerar procedimentos de cautela.” 

 

Saiba como se prevenir de golpes 

  1. Tenha cuidado para não passar dados pessoais, como número de documentos, ou informações sobre a família. 
  2. Não exponha seus dados bancários e senhas a qualquer pessoa fora do seu círculo de confiança. 
  3. Nunca passe dados por telefone. Se receber ligação que pareça ser de seu banco, diga que vai ligar de volta e contate seu gerente. 
  4. Desconfie se receber ligações referentes a sorteios dos quais não está participando. 
  5. Fique atento a promessas de ganhos fáceis e lucro rápido, porque essas são uma das principais armas de estelionatários para seduzir suas vítimas.  
  6. Evite pedir a ajuda de estranhos, principalmente no interior de agências bancárias. 

Conheça nossos serviços gratuitos de requalificação profissional e aproveite.

Aproveitar agora

Leia Também